Anvisa estabelece normas para a vacinação infantil contra covid-19

Vacina, vacinação,seringa, covid 19

Na quinta-feira 6, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reuniu com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde para determinar novas diretrizes para a vacinação infantil contra a covid-19.

Ao final da reunião, foram indicadas 17 normas para garantir a imunização correta de crianças entre 5 e 11 anos. Veja as principais regras:

  • antes de começar as aplicações, as equipes precisam fazer um treinamento para evitar equívocos com relação à dose e à preparação do produto;
  • a vacinação das crianças deve ser realizada em um ambiente separado da imunização dos adultos;
  • a vacinação infantil contra a covid-19 não deve ser administrada simultaneamente com outros imunizantes do calendário infantil. É indicado que haja um intervalo de 15 dias entre a dose da Pfizer e a dose de outro imunizante;
  • a modalidade drive-thru não é recomendada para a aplicação;
  • depois da administração da dose, as crianças devem permanecer no local por pelo menos 20 minutos, para serem observadas pelas equipes;
  • antes da aplicação, os profissionais de saúde precisam informar ao responsável sobre os principais sintomas esperados;
  • se o menor sentir dores repentinas no peito, falta de ar ou palpitações, depois de receber o imunizante, os pais precisam procurar por assistência médica;
  • para diferenciar da vacina de adultos, que tem tampa roxa, a tampa do frasco da vacina da Pfizer infantil terá cor laranja;
  • quem completar 12 anos durante a aplicação da primeira e a segunda dose receberá o imunizante pediátrico;
  • os estudos de efetividade das vacinas para a faixa etária devem ser mantidos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: