Argentina faz acordo por repasse de US$ 4,3 bi do FMI

Na terça-feira 20, o governo argentino assinou um acordo pelo Direito Especial de Saque (SDR, na sigla em inglês) do Fundo Monetário Internacional (FMI). O repasse ao país será da ordem de US$ 4,3 bilhões e ficará disponível a partir de agosto. O montante servirá para ajudar a estabilizar a situação cambial local.

“A Argentina receberá o equivalente a US$ 4,35 bilhões [do FMI], o que nos permitirá fortalecer nossa posição cambial”, comentou o ministro da Economia argentino, Martín Guzmán, através do Twitter.

Criados em 1969 pelo FMI para complementar as reservas dos países-membros, os SDRs formam um ativo multilateral composto por um conjunto de moedas que abrangem o dólar, o euro, o yuan, o iene e a libra. Em valores somados, o programa tem globalmente US$ 650 bilhões.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: