Barreirinhas recebe 9º Encontro dos Árbitros de Futebol do Interior

A cidade de Barreirinhas recebeu neste fim de semana, o 9° Encontro dos Árbitros de Futebol do Interior Maranhense.

 

O encontro que visa sobretudo instruir e capacitar física e teoricamente os árbitros do interior maranhense que compõem o quadro da Federação Maranhense de Futebol e amadores, reuniu neste várias delegações que representaram mais de 14 municípios participantes. Além de Barreirinhas, que foi o município anfitrião, estavam presentes representantes dos municípios de Morros, Água Doce, Urbano Santos, Barra do Corda, São Mateus, Bacabal, Santa Luzia do Paruá, Araguanã, Nova Olinda, Rosário, Peritoró, Presidente Sarney, Pinheiro e Santa Helena.

 

 

Na noite de sábado (26), foi realizado a parte teórica onde os participantes se reuniram no salão de reuniões do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, e que teve como palestrante o ex-árbitro do quadro da CBF, Marcelo Filho; e no domingo (27), durante a manhã, foi apresentada a parte prática, na qual, foram realizadas as atividades físicas no Estádio Municipal.

 

 

Estiveram presentes na 9ª capacitação o Presidente Estadual de Arbitragem e ex-árbitro do quadro da CBF, Marcelo Filho, o Presidente da AMAFI, Walderir Sousa, o árbitro assistente do quadro a CBF, Ivanildo e o Vice-presidente da Comissão de Árbitros de Futebol – CEAF, além dos representantes municipais Ronaldo Costa, secretário de Esporte e o árbitro barreirinhense Adeilson Rocha.

 

 

“A arbitragem é um componente muito importante dentro do jogo e dentro da condução e da realização de uma boa partida. Então, nada mais do que justo e necessário que esse profissional se qualifique, que ele esteja preparado exatamente para dar um bom andamento dos eventos esportivos, seja qual for a modalidade. E o futebol, então, é de fundamental importância. Então esse árbitro tem que está bem condicionado, está bem instruindo por dentro da regra para que se tenha um resultado satisfatório. Questionamentos, as pressões existem, vão existir… a torcida, os dirigentes, todos vão procurar realmente procurar trazer o entendimento do seu clube, mas o árbitro preparado não tem que dá ouvido a isso. Ele tem que seguir a regra, a regra do jogo é que tem que ser cumprida risco”, disse o secretário de Esporte Ronaldo costa.

 

 

O encontro tem como principal objetivo qualificar os árbitros, árbitros assistentes e árbitros suplentes (4º árbitros) atualizando-os à luz das regras FIFA, inclusive com as novas mudanças e habilitando-os às escalas de competições. A qualificação é necessária para melhor interpretação dos lances e das regras durante as partidas de futebol, o que vai melhorar significativamente o nível das partidas.

“O nosso objetivo é fazer com que as regras do futebol sejam discutidas pra que a gente faça um trabalho de maneira uniforme, ou seja, todos trabalhem dentro das mesmas tendências”, disse ao imaranhão o Presidente da AMAFI e ex-assistente de arbitragem Walderir Sousa.

 

 

Em Barreirinhas, a AMAFI tem como representante o árbitro barreirinhense Adeilson Rocha, de 32 anos, que foi associado ao quadro da Federação Maranhense de Futebol em 2017.

“Para mim é um prazer fazer parte dessa profissão, que pra mim, exerço com muito amor. E participar de cada momento, essa capacitação que a gente sabe que é necessário a cada dia, como se diz, uma capacitação que vem e será bem recebida a todos porque é um conhecimento a mais que a gente adquire a cada treinamento”, disse Adeilson Rocha.

 

 

O evento é organizado pela Associação Maranhense dos Árbitros de Futebol do Interior – AMAFI, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e a Liga Esportiva de Barreirinhas.

“É sentimento muito grande principalmente quando a gente recebe o apoio do secretário, do prefeito, e isso é muito bom porque dá a sensação para nós que nós estamos todos juntos buscando a qualidade, buscando a formação da arbitragem, melhorando os campeonatos locais e também da região e eu em busca do árbitro Jovem para também fazer parte do quadro da Federação. Então essa qualificação traz o conhecimento muito grande principalmente na quantidade das modificações da regra do jogo, que a gente ver que o entendimento ainda tá ainda um pouco, em alguns lances muito ajustado, a gente tem uma certa dificuldade de entendimento, e isso acontece inclusive com VAR, mas a gente não se entrega, nós vamos em busca, a gente vê hoje a quantidade de gente interessada que tem o conhecimento que trabalha, e isso é muito importante”, disse Marcelo Filho, ex-árbitro da CBF.

 

VEJA A MATÉRIA:

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: