Bolsonaro demite general Santos Cruz da Secretaria de Governo da Presidência

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz deixou o cargo de ministro da Secretaria do Governo em razão de divergências com as estratégias da equipe de comunicação da gestão Bolsonaro. O nome mais cotado para assumir o cargo de Santos Cruz é o secretário especial da Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Ele vem sendo elogiado por Jair Bolsonaro, que já declarou que pretende transformá-lo em ministro.

O general da reserva será o terceiro integrante do primeiro escalão do governo a deixar o posto. O primeiro foi o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno, em fevereiro, e o segundo, o ex-ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, em abril.

Além da Secretaria de Comunicação Social (Secom), comandada pelo publicitário e empresário Fabio Wajngarten, Santos Cruz tinha sob suas atribuições na pasta a articulação política com o Congresso.

Em maio, o general da reserva trocou farpas públicas com o escritor Olavo de Carvalho, no auge da crise entre a ala militar do governo e os seguidores de Olavo que integram a gestão Bolsonaro. Radicado na Virgínia, onde vive, o escritor publicava textos no Facebook nos quais se referia ao ministro como “bandidinho”, “fracote” e “fofoqueiro de m…”, entre outros ataques.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: