Bolsonaro: ‘O Parlamento está muito bem atendido conosco’

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o Congresso está “muito bem atendido” com as emendas parlamentares, incluindo as emendas de relator (RP9), que chegaram a ser suspensas pelo Supremo Tribunal Federal por falta de transparência.

À Jovem Pan, Bolsonaro afirmou que as emendas de relator têm quase o triplo de recursos do Ministério da Infraestrutura, comandado por Tarcísio de Freitas. A entrevista foi gravada no fim de semana, e a parte final foi exibida nesta-terça-feira, 11.

“Hoje em dia, todos estão ganhando”, disse Bolsonaro. “O parlamentar, além das emendas impositivas, por volta de R$ 15 bilhões por ano, tem uma outra forma de conseguir recurso, que é a RP9”.

“Só em RP9, os parlamentares têm quase o triplo de recursos do Ministério da Infraestrutura, do Tarcísio. Então, o Parlamento está muito bem atendido conosco”, afirmou o presidente.

Na peça orçamentária de 2022, aprovada pelo Congresso em dezembro, mas que ainda não foi sancionada por Bolsonaro, as emendas RP9 somam R$ 16,5 bilhões.

A execução do orçamento secreto em 2021 chegou a ser suspensa pelo STF, que exigiu a divulgação dos nomes dos parlamentares contemplados com as verbas.

A Corte, no entanto, liberou a execução dos repasses após o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), prometerem dar transparência aos repasses.

“Olha como eram feitos os acordos entre Executivo e Legislativo. Era comum ver ‘tal partido ganhou mais um ministério, outro perdeu’”, afirmou Bolsonaro.

O presidente continuou: “Eu era deputado e, no plenário, nas votações difíceis, chegava a lista de fidelidade. Sabe o que é isso? Durante a votação, chegava o partido e dizia: ‘Nosso partido deu 90% de voto para o governo, esse outro deu 70% e tem um ministério a mais do que eu. Vamos para cima do presidente’. Era assim o negócio”, disse.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: