Câmara de Magalhães de Almeida aprova projeto do executivo que aumenta a taxa de iluminação pública

A Câmara Municipal Margalhães de Almeida aprovou, na manhã desta terça-feira (28), projeto de lei encaminhado pelo prefeito Raimundo Nonato Carvalho (MDB) que muda os valores da tabela para cobrança da contribuição de Iluminação Pública-CIP, ou seja, altera a regra de cálculo da taxa.

Apenas cinco dos onze vereadores da Câmara de Magalhães de Almeida votaram contrário a alteração que deve afetar a população local.

Votaram contra o projeto, os vereadores do PC do B: Fabyanno Carvalho, Helyca Lustosa, Eli Cardoso, Professor Santana e Junior Portugal do PTB.

Votaram a favor os seguintes vereadores: Júnior Negão (MDB) , Júnior Soares (MDB), Gildazio Araújo (PDT), Camilo Júnior (MDB) e Mazin Portela (MDB)

A votação foi agitada e revoltou à população magalhense. O projeto vai à sanção do prefeito Raimundo Nonato Carvalho e as mudanças nos cálculos passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2022.

Os vereadores não atentaram, tão pouco o prefeito, que o mundo passa por uma pandemia e a resseção só aumenta e a falta de empregos e renda cada dia é mais presente na vida do brasileiro.

Contribuiu para a matéria Blog do Micaias

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: