fbpx

Caminhoneiros do Canadá mantêm protesto contra vacinação obrigatória

Depois de dias de protesto contra a vacinação obrigatória, os caminhoneiros do Canadá sinalizam que o ato vai continuar. Nesta segunda-feira, 31, milhares de manifestantes permanecem ocupando as ruas da capital do país, Ottawa, pacificamente, e pedem providências do governo federal.

O primeiro-ministro Justin Trudeau, contudo, está em local incerto e não sabido, o chefe do Executivo fugiu da cidade antes dos atos começarem. Os caminhoneiros do Canadá exigem que Trudeau derrube um decreto que estabeleceu a imunização compulsória.

Na manhã de hoje, o prefeito de Ottawa, Jim Watson (que pertence ao mesmo partido de Trudeau), atacou os caminhoneiros e pediu a desmobilização do ato “É hora de eles seguirem em frente”, disse, em entrevista à emissora CTV News. “Adoraríamos vê-los partir amanhã”, confessou o prefeito.

Início das manifestações dos caminhoneiros do Canadá

Chamado “Comboio da Liberdade”, o ato chegou a Ottawa na sexta-feira 28, como parte de uma campanha pelo país para protestar contra as novas regras de vacinação na fronteira Canadá-EUA e outras restrições de saúde pública. No sábado, a maioria das ruas da capital foram ocupadas.

Durante todo o fim de semana, milhares de manifestantes carregaram bandeiras e placas canadenses no centro de Ottawa dizendo “Torne o Canadá livre novamente!”, “Não há mais Vax Pass”, “Nós apoiamos caminhoneiros”, “Liberdade para escolher”, “Liberdade sem medo” e “Liberdade para todos.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: