Cantores de Imperatriz lamentam morte de Paulynho Paixão

Vítima de dois acidentes de trânsito entre essa quinta (2) e sexta-feira (3), a morte do cantor Paulynho Paixão, 43 anos, está tendo muita repercussão em Imperatriz, onde ele era figura constante em eventos. A classe artística imperatrizense lamentou o ocorrido, através das redes sociais.

O cantor Danilo Lima, que era amigo de Paulynho disse: “estou sem palavras, desnorteado. Ainda sem acreditar”. Deusimar Barbosa, contratante de show, também lamentou a morte do artista piauiense. “Uma grande tragédia e uma grande perda para a música popular”, lamentou, ressaltando que tinha alguns eventos marcados para qcontecer após a crise do coronavírus.

Paulynho sofreu um acidente em que saiu ileso por volta das 22h dessa quinta (2) na BR-316, próximo à cidade de Passagem Franca do Piauí. Ele foi para a casa da família, em São Miguel da Baixa Grande (PI), onde foi levado ao hospital da cidade.

Horas depois, os irmãos, que tinham ido buscar o carro do cantor, no local do acidente encontraram Paulynho caído no chão, na PI-225. O corpo de Paulynho Paixão será velado e sepultado em São Miguel da Baixa Grande.

O artista, que se se intitulava “O Rei do Coladinho” era muito conhecido em Imperatriz. Fez várias apresentações na cidade, sendo a última no mês de janeiro deste ano, O cantor chegou a compor mais de duas mil músicas ao longo de mais de 15 anos de carreira.

Além da fama na música, ele teve sua vida marcada por algumas polêmicas. Em agosto do ano passado foi preso sob acusação de agredir sua esposa Tayanne Costa, com quem estava ainda estava junto.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: