fbpx

Saúde

Casos de Covid-19 aumentam mais de 300% em três meses e deixam MA em alerta

A notificação de casos confirmados de Covid-19 no Maranhão aumentou mais de 300% nos últimos três meses.  Segundo apurado pelo Difusora ON, em outubro foram registrados 60 novos casos, em novembro foram 167 e até o dia 17 de dezembro, 257 pessoas já foram infectadas.

O levantamento feito pela reportagem do Difusora ON aponta que, em 2023, 9774 casos da doença foram confirmados, ocasionando 41 mortes em decorrência da Covid-19.

O Ministério da Saúde recomenda que toda a população de crianças tenha, no mínimo, o esquema primário (duas doses e pelo menos um reforço). As pessoas com 12 anos ou mais podem acessar a vacina bivalente, que protege contra as variantes da covid-19 além da cepa original.

“Estamos realizando as ações extramuros, indo até espaços em que as pessoas aproveitam as festividades de final de ano, para ofertar a vacina. Ao passo que vamos em busca dessa população vacinável, estamos viabilizando que atualizem sua carteira de imunização e o esquema para quem está com as doses atrasadas”, disse a assessora técnica da Secretaria Adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Mayrlan Avelar.

Segundo a chefe do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da SES, Halice Figueiredo, orienta dose de reforço contra covid-19 para públicos prioritários. Atualmente,a cobertura vacinal da população é de apenas 10,64%.

“As pessoas com 60 anos ou mais e imunocomprometidos a partir de 12 anos já estão aptas a receber a segunda dose de reforço, conferindo proteção contra a Covid-19. Dessa forma, estamos intensificando ações que têm o intuito de continuar mantendo a proteção da população maranhense contra doenças preveníveis com vacina”, comentou.

Testagem continua

Conforme levantamento feito pelo Difusora ON, as Unidades Básicas de Saúde de todo o estado têm quantidade de testes, o que possibilita a continuidade da testagem de todos os públicos com sintomas, sem restrição.

Esse cenário contribui para o rastreio eficaz de casos e monitoramento. Ainda assim, apesar da vacina prevenir os casos graves, o vírus segue em circulação e o relaxamento nos cuidados contribui para o quadro atual.(difusora)

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta