China: Pequim amplia restrições após novo surto da Covid-19

A man, who visited Beijing recently, is tested for the COVID-19 coronavirus in Nanjing in China's eastern Jiangsu province on June 15, 2020. - China's capital city raced on June 15 to control a fresh coronavirus outbreak, with 75 cases linked to a single wholesale food market in Beijing where authorities have locked down neighbourhoods and launched a massive test and trace programme. (Photo by STR / AFP) / China OUT

O governo municipal de Pequim ampliou nesta terça-feira (16) as medidas de controle e prevenção epidemiológica para impedir a propagação do novo surto de Covid-19. Com isso, as pessoas consideradas “de alto risco” não poderão deixar a capital e aqueles que já o fizeram, devem informar as autoridades, informou o jornal “Global Times”.

Além disso, o governo proíbe que táxis e outros veículos que oferecem serviços de transportes, deixem a cidade, informa a Comissão Municipal de Transportes da capital chinesa.

O “Global Times” também afirma que mais de 29 comunidades vizinhas aos mercados de Xinfadi e Yuquandong foram fechadas, deixando seus moradores confinados sob rígidos controles de segurança.

O governo municipal anunciou que a cidade está em um “estado de guerra” para conter o surto, e mais de 100 mil trabalhadores começaram a monitorar 7.120 comunidades para evitar uma propagação maciça. As autoridades de saúde informaram também que 27 novos casos foram registrados na segunda-feira (15) na cidade.
Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: