Coluna do Professor Ameliano Farias: INCLUSÃO E SUAS INTERFACES

O início do século XX, foi marcado (badalado) por inúmeros projetos inovadores e promissores, que levou a sociedade mundial criar expectativas em relação ao século XXI, sobre vários temas, dentre os quais destaco: Avião, internet, computador portátil, fax, bomba atômica, celular, televisão, antibióticos.
Destes, quero falar de algo que está relacionado a”Internet”.

A inclusão digital, tem sido um dos mais relevantes, pois, conectou as extremidades do mundo, aproximando-os, apenas por um clique.

Mas o termo inclusão digital vai mais além. Está relacionado à questão da acessibilidade. Acessibilidade é a busca para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiências, possibilitando as condições de acesso a todos os lugares, seja físico ou virtual.
No entanto,no contexto do tema referido, quero me deter apenas no termo inclusão e sobre ele, fazer algumas indagações, ou porquê não dizer: reflexões.

Falar de inclusão, tem sido mera teoria, posso dizer que seria uma utopia achar que estamos incluindo no meio em que vivemos. E ao tratar o tema, não entrarei no mérito da inclusão das pessoas com deficiência, pois isso, será assunto para um segundo momento.

Você tem se sentido parte do meio em que vive? Tem participado das decisões inerente a sua vida? Qual sua participação nas decisões no que diz respeito: a sua rua, seu bairro, na comunidade cristã que frequenta, no núcleo familiar, ou mesmo no seu local de trabalho?
A verdade é que a exclusão, tem feito vítima por motivos distintos, e aqui listo alguns verbos: Pensar, andar, vestir, discordar, votar…, e isso se dar, porquê temos conjugado excessivamente os verbos “ter” ao invés de “ser”.

Nos últimos anos tenho observado que para alguém ser inserido (aceito) em um grupo, depende do que vc defende, da bandeira que levanta, do que você come,do que veste…,ou seja,do seu status social!
Isso infelizmente é o que tem definido a pessoa.

Você pode estar se perguntando: O que está acontecendo,ou mesmo faltando?
Não seria o simples fato de estar se privando de viver sua vida, para viver um reality shows, onde o supérfluo é o ideal?

Aceitar indivíduo como único, considerando que ao mesmo,foi dado o livre arbítrio, já seria o início para incluir.
Mas o fato é, que para alguém fazer parte do grupo precisa: frequentar o mesmo ambiente, não discordar do meu pensamento, defender as mesmas bandeiras ideológicas, filosóficas, teológicas… Seriam tais ações que define o carácter do ser? Como é sabido por todos, em todas as regras, há exceções, e porquê não dizer interpretações, no entanto ainda acredito que o carácter do indivíduo não se mede(define) por cor de bandeiras partidárias, por placas de igreja…, O carácter se define por ações concretas, por exemplos dados.
A exclusão tem sido uma arma para a execução!
Não se trata da morte física, mas da alma(da mente), do psicológico.
Temos nos privado de viver, com medo do que o “mundo” vai dizer ou pensar a respeito.
Tudo se dá, pelo fato de que quero viver a vida do outro e para o outro, esquecendo que convivência, não é “dependência”!

Na real! Para ser inserido, compreendido… tenho que estar do mesmo lado, torcer pelo mesmo time, levantar a mesma bandeira.
Enquanto faço isso, tudo flui bem, tenho apoio, “amigos”. Mas a partir do momento que eu decido que minha bandeira, terá a cor que eu quiser, o cenário muda.
A execução é consumada!
Penso que existem diversas tonalidades de verde, azul…,e essas tonalidades se confundem, o que eu defino como verde, o outro ver como azul. Então vamos fazer assim: Independente do que digam ou pensem, defenda o que você acredita!

A inclusão jamais será completa, se eu não me incluir para defender meus ideais e propósitos, sem esperar aplausos ou reconhecimentos, pois, nesse mundo onde a superficialidade é predominantemente valorizada: Você não é medido pelo ser, e sim pelo ter, e o que pode oferecer!

Decida viver!
Decida defender o que você acredita!
Decida se incluir em você, para você.

O que é a Inclusão?
Inclusão é o ato de incluir e acrescentar, ou seja, adicionar coisas ou pessoas em grupos e núcleos que antes não faziam parte.
O que é Exclusão?
Exclusão social é um termo que caracteriza o distanciamento de uma pessoa ou grupo que esteja em situação desfavorável ou vulnerável em relação aos demais indivíduos e grupos da sociedade.

Por Ameliano Farias

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: