fbpx

Comércio da Grande São Luís funcionará normalmente nos dias de Carnaval

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA) informou que o comércio na Grande São Luís funcionará normalmente nos dias 15, 16 e 17, datas em que ocorreriam as festividades de Carnaval.

De acordo com a Fercomércio-MA, a decisão de manter o comércio funcionando normalmente nesses dias, se dá pela suspensão das festividades de Carnaval em todo o Estado este ano, devido à pandemia da Covid-19, conforme Decreto Estadual nº. 36.462, do Governo do Maranhão.

Leia a íntegra do comunicado divulgado pela Fecomércio-MA nessa quarta-feira (3):

“A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), seus sindicatos empresariais filiados, o Sindicato dos Empregados no Comércio de São Luís (Sindicomerciários) e o Sindicato dos Empregados no Comércio e Serviços de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, interpretando a Cláusula das Convenções Coletivas em vigor, firmada entre Empregadores e Empregados do Comércio, que determinava o não funcionamento dos estabelecimentos comerciais na segunda e terça-feira de Carnaval, considerando a suspensão dessas festividades no exercício de 2021, conforme Decreto Estadual nº. 36.462, do Governo do Maranhão, informam às empresas e ao público consumidor que o Comércio, na base territorial de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa funcionará normalmente nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, que seriam dedicados às comemorações do Carnaval. São Luís-MA, 03 de fevereiro de 2021.”

Carnaval no Maranhão

Ao contrário do ano passado, em que o Carnaval passou ileso pela pandemia, neste ano as festas estão suspensas no Maranhão. Na noite dessa terça-feira (2), a duas semanas da aclamada Terça-feira de Carnaval, o governador Flávio Dino anunciou em rede social que os dias 15 e 16, (Segunda e Terça de Carnaval) não serão ponto facultativo.

Pedido de lockdown

Após três defensores público do Maranhão acionarem, na segunda-feira (1º), a Justiça obrigando o governo do Maranhão a adotar o lockdown, por 14 dias, em razão da pandemia da Covid-19, o governador Flávio Dino se pronunciou, também ontem em suas redes sociais, descartando a restrição máxima de isolamento nesse momento no Estado.

Na ação, os defensores pedem que a medida seja aplicada para todos os 2017 municípios do Maranhão, durante 14 dias, podendo ser prorrogada. A petição foi protocolada na 1ª Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, responsável por conceder, em maio de 2020, pelo pedido de lockdown para os quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).

Depois do pedido, o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, informou que vai esperar o pronunciamento do governo do Estado, do Ministério Público e dos municípios para decidir sobre o lockdown. De acordo com o juiz Douglas Martins, as partes devem fazer uma análise sobre o andamento da pandemia da Covid-19 e se pronunciar em 72 horas.

Coronavírus no Maranhão

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na noite dessa quarta-feira (3), pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão tem 4.730 mortes e 208.724 casos confirmados de Covid-19. De acordo com a SES, foram contabilizados 11 óbitos e 526 pessoas infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas no Estado, sendo 107 na Grande Ilha de São Luís, 60 em Imperatriz e 360 nos demais municípios. A taxa de letalidade da Covid-19 no Maranhão, por sua vez, está em 2,26%.

O relatório da SES aponta que todos os 217 municípios do Maranhão já registraram casos confirmados de Covid-19. São Luís (28.336), Imperatriz (9.243), Balsas (7.216), Caxias (6.007), Timon (5.329), Santa Inês (5.081), Barra do Corda (4.090), Zé Doca (3.923), Açailândia (3.838) e Bacabal (3.739) são as dez cidades maranhenses com o maior número de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Taxa de ocupação

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico da SES, a taxa de ocupação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com Covid-19 é alta em todo o Estado. Segundo o relatório, na Grande São Luís a taxa está em 87,39%, o que representa 97 leitos ocupados, dos 111 existentes.

Já em Imperatriz, segunda maior cidade do Estado, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 87,50%, isso representa 21 leitos ocupados, dos 32 existentes.

Nas demais regiões do Estado, essa taxa é mais amena, de 47,30%. Isso representa 70 leitos ocupados, dos 148 existentes.

 

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com

 Siga, também o Imaranhao no Twitter, Instagram

Curta nossa página no Facebook

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: