fbpx

Saúde

‘Ditadura sanitária’, afirma Hermes Nery sobre ‘passaporte da vacina’

O coordenador nacional do Movimento Legislação e Vida, Hermes Rodrigues Nery, concedeu entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, exibido nesta terça-feira, 6. Durante a conversa, Rodrigues Nery falou sobre a obrigatoriedade da vacina contra a covid-19 e o Certificado de Imunização e Segurança Sanitária.

Obrigatoriedade das vacinas

De acordo com Rodrigues Nery, ainda há dúvidas sobre a maneira como as vacinas contra a covid-19 foram produzidas. “Vários casos de efeitos adversos estão surgindo”, afirmou. “Ainda assim, há um projeto de lei que pretende impor, por meio do passaporte sanitário, a obrigatoriedade da vacina. Será o marco inicial de uma ditadura sanitária.”

“Passaporte da vacina”

O coordenador nacional do Movimento Legislação e Vida argumenta que é essencial debater o Certificado de Imunização e Segurança Sanitária. “Temos de conversar com o Congresso Nacional, com o Parlamento brasileiro”, asseverou. “No entanto, estamos encontramos dificuldades para estabelecer esse debate, pois há histeria coletiva em relação ao tema.”

Segundo Rodrigues Nery, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Bia Kicis (PSL-DF), se comprometeu a apresentar um requerimento a fim de promover audiências públicas acerca do projeto de lei (PL) 1.674/2021. “Estamos aguardando as datas dos debates, porque é muito importante falarmos sobre o assunto.”

Atentado à liberdade

Para o coordenador nacional do Movimento Legislação e Vida, a aprovação do “passaporte da vacina” pode alterar a vida dos brasileiros. “O projeto vai afetar, drasticamente, direitos civis básicos, constitucionais, garantidos pela Constituição”, criticou. “Então, em defesa da liberdade e da dignidade dos seres humanos, queremos debater o projeto.”

 

Advertisements

Deixe uma resposta