Documentos comprometedores são encontrados na casa da deputada Ana do Gás

A busca e apreensão na residência da secretária estadual da Mulher e deputada estadual licenciada Ana do Gás (PCdoB), realizada no mês de maio último, em São Luís, encontrou e recolheu diversos documentos que, por “indícios de possíveis crimes cometidos” por ela, levou a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) a instaurar um procedimento investigatório criminal para apurar a participação da comunista em fraudes em licitações na Prefeitura Municipal de Santo Antônio dos Lopes.

A documentação foi obtida com exclusividade pelo ATUAL7, que revelou haver falhado, por decisão proferida pelo desembargador Raimundo Melo, do Tribunal de Justiça do Maranhão, a tentativa de Ana do Gás em tornar inválida toda a operação e provas dela obtidas.

Autorizada pelo juízo da Vara Única de Santo Antônio dos Lopes, a busca e apreensão na residência de Ana do Gás teve como alvo o esposo dela, o ex-prefeito do município, Eunélio Mendonça. Uma série de documentos de propriedade da integrante da gestão estadual comunista, no entanto, também foram apreendidos pelos investigadores.

Abaixo, a relação completa dos documentos, atribuídos à Ana do Gás, apreendidos pela operação:

» 12 cópias de notas promissórias, que somadas totalizam o valor de R$ 6.646.200,00. As notas teriam como emitente a própria Ana do Gás, Eunélio Macedo como avalista e José Manoel Figueiredo de Almeida como beneficiário;

» 3 cópias de notas promissórias, que somadas totalizam exatos R$ 3 milhões. Estas notas têm também como emitente Ana do Gás;

» 26 cópias de cheques assinados da prefeitura de Santo Antônio dos Lopes. Os cheques possuem datas de vencimento semelhantes as datas de vencimentos das notas promissórias;

» 7 listas contendo datas, valores, saldos e nomes de pessoas e empresas;

» 4 folhas de cheques originais e assinadas, canceladas, da prefeitura de Santo Antônio dos Lopes;

» e 7 recibos bancários (06 originais e 01 cópia).

Os documentos obtidos durante o bojo da operação na casa da deputada licenciada Ana do Gás, pode evidenciar que foi instalada uma verdadeira organização criminosa com a única finalidade de desviar dinheiro público dos cofres de Santo Antônio dos Lopes. Antes mesmo da busca e apreensão na casa da deputada já se ouvia falar que a primeira eleição de Ana do Gás, que lhe garantiu uma cadeira na Assembleia Legislativa do Maranhão, teria sido “irrigada” com recursos públicos.

Atual7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: