fbpx

Brasil Cpmi Política

Eliziane Gama é detonada com comentários negativos em rede social após CPMI de 8 de Janeiro

Nas redes sociais, a representação da opinião pública muitas vezes se manifesta de forma clara e direta. Recentemente, na página oficial do Instagram da senadora Eliziane Gama (@elizianegama), uma onda de comentários negativos chamou a atenção, indicando certo descontentamento por parte de alguns cidadãos maranhenses em relação à sua condução da relatoria da CPMI do dia 8 de Janeiro, onde indiciou 61 pessoas, entre elas, o ex-presidente Bolsonaro.

Mais de 1200 comentários desfavoráveis foram registrados na postagem da senadora, demonstrando que uma parcela do eleitorado expressou seu arrependimento em relação à escolha feita no passado. Levando a uma reflexão importante sobre o processo de escolha de representantes políticos.

O descontentamento evidenciado serve de lição e um alerta para as próximas eleições. É fundamental que, em 2024 e em todas as eleições subsequentes, os eleitores pensem cuidadosamente antes de tomar sua decisão, priorizando a seleção de candidatos que melhor representem seus interesses e necessidades.

 

Uma das principais fontes de insatisfação em relação à conduta da senadora é a aparente contradição entre sua eleição por eleitores evangélicos, que a escolheram para representar seus valores conservadores, e suas ações políticas posteriores. Embora tenha sido eleita com o apoio desses eleitores, Eliziane Gama se uniu ao atual presidente, Lula, (PT)e demonstrou forte defesa ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva durante sua participação na CPMI. Além disso, ela também criticou abertamente o ex-presidente Bolsonaro, que, inclusive, foi indiciado em seu relatório.

Essa aparente mudança de postura levanta questões e conflitos com relação à representatividade da senadora junto aos seus eleitores no Maranhão, que inicialmente a escolheram em busca de alguém que defendesse seus princípios e valores conservadores.

 

Editorial Imarnhão

Advertisements

Deixe uma resposta