fbpx

Denúncia Política Tutóia

Enfermeiro acusa diretor exonerado da vigilância sanitária de fechar seu consultório em Tutóia

“O Enfermeiro Jedaias está sendo alvo de perseguição política por não concordar com a gestão municipal de Tutóia.

Na tarde de quarta-feira (06), o enfermeiro Jedaias, residente em Tutóia, denunciou estar sofrendo perseguição política pelos membros da atual administração do prefeito Diringa Baquil.

O enfermeiro teve seu consultório fechado pela vigilância sanitária de Tutóia. Em um vídeo, Jedaias flagrou o diretor do departamento da vigilância sanitária, Wanderson Baquil, realizando expediente no local.

Wanderson foi nomeado para o cargo no início da gestão do prefeito Diringa, que é seu tio. No entanto, em junho de 2021, o Ministério Público denunciou práticas de nepotismo no governo municipal, levando à exoneração de Wanderson do cargo.

O vídeo do Enfermeiro Jedaias mostra que o sobrinho do prefeito continua exercendo o cargo, apesar de supostamente ter sido removido pelo Ministério Público. Ao perceber que estava sendo filmado, ele imediatamente fechou as portas da sede da vigilância sanitária e agiu como se não estivesse ciente do que estava acontecendo.

Jedaias é enfermeiro em Tutóia e discorda da gestão atual. Ele observa com preocupação a situação caótica da saúde municipal, que requer uma avaliação e organização urgentes.”

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta