fbpx

Geral

Estilistas levam riquezas do Maranhão para maior evento de moda sustentável da América Latina

BRASIL – O Maranhão foi homenageado em desfiles no Brasil Eco Fashion Week (BEFW), que ocorreu entre os dias 7 e 9 de dezembro, em São Paulo. A sétima edição do principal evento de moda sustentável da América Latina, cujo tema foi “Eco Inovação e Desenvolvimento Sustentável”, contou com dois desfiles que celebraram elementos regionais de São Luís e do Maranhão.

Os tons de azul, feitos a partir do tingimento natural com índigo vegetal, dominaram o desfile da estilista Maria Zeferina. A curitibana, que produz no Estado desde 2018, levou para as passarelas peças com estamparia feita à mão com a serigrafia feita com goma de macaxeira e o shibori, além de acabamento artesanal em renda de bilro, produzida em parceria com rendeiras da Associação Bilro de Ouro, localizada na Raposa.

Participando pela quarta vez do BEFW, Maria escolheu neste ano como tema do desfile o Maranhão. “A gente traz essa conexão com o Maranhão, com as águas, com a figura do Cazumbá, que é protetor da natureza, que é esse ser místico, então a gente traz um pouco da magia deste personagem e um pouco da magia do Maranhão pra passarela.”

Quando chegou no Maranhão, a estilista passou um ano viajando pelo Estado e conta que resolveu se estabelecer em São Luís pelo “encantamento com a cultura local, com as rendas, com as palhas, com todo esse saber ancestral”.

Ela conheceu a renda de bilro em um centro de artesanato no Maranhão e começou a produzir peças em parceria com as rendeiras da Associação Bilro de Ouro. Tradicional no Estado, este tipo de renda é produzido com diversos pares de bilros – pequenos objetos de madeira, com pontas arredondadas, nos quais as linhas são enroladas para a execução do trançado.

“Para mim, é muito importante essa conexão da indústria com o artesanal. Eu acredito que o futuro é ancestral, e conectar a indústria com o fazer manual é a missão de qualquer criador e criadora de moda, eu acho que é a nossa responsabilidade”, conclui.

Jamaica Brasileira

Com a coleção cápsula reggae, o estilista maranhense João Belfort escolheu homenagear São Luís, a “Capital Nacional do Reggae”, durante a sétima edição do Brasil Eco Fashion Week. O produtor de moda buscou inspiração também na “liberdade no deslizar de corpos, a familiaridade das festas que reúnem parentes de quilombos rurais e urbanos.”

“Por termos esta ligação ancestral com os povos que habitaram a Jamaica, o reggae acabou sendo recepcionado no Maranhão e a intenção desta coleção é não só mostrar a ‘Jamaica brasileira’, mas o reggae enquanto parte do ser ludovicense e do ser maranhense”, publicou no Instagram.(Imirante)

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta