Ex-ministra critica: “STF ‘enterrou’ Lava Jato para beneficiar quem está sendo julgado”

A ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, disse, nesta sexta-feira (8), que o Supremo Tribunal Federal (STF) “enterrou” a Operação Lava Jato ao modificar o seu entendimento sobre a prisão após condenação em segunda instância. Em entrevista ao Jornal da Manhã, ela relacionou o fato com o fim da Operação Mãos Limpas, na Itália, e lamentou que o STF esteja julgando o fato através dos presos, e não da Constituição Federal.

“O que nós vimos ontem foi o fim da Lava Jato, o mesmo fim que teve a Operação Mãos Limpas, na Itália. Mas mais grave ainda, porque na Itália quem enterrou a operação foi o Congresso italiano, mas no Brasil quem fez esse enterro foi o Supremo Tribunal Federal”, disse.

Ela enfatizou que a decisão beneficia as pessoas poderosas economicamente, que cometeram crimes de colarinho branco e corrupção e, por isso, “tem recursos para procrastinar e levar o processo ao STF”. “Eles serão soltos e aguardarão o julgamento do STF que, pela demora peculiar, pode acabar terminando até em prescrição.”

JP

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: