Fã de LeBron e colega de Messi: Andressa Alves é a força da nova geração da seleção feminina

“Você estava em Los Angeles? Nossa, meu sonho é assistir a um jogo do LeBron”! Essa foi a mais genuína reação de alguém que por muitas vezes no ano está a poucos metros de Lionel Messi. “Sou muito fã do LeBron, acho que ele é um gênio do basquete”.

Andressa Alves, atacante da seleção brasileira e do Barcelona, é uma fã declarada de basquete. Na disputa da SheBelieves Cup nos Estados Unidos, ela só lamenta não ter tido tempo para ir a um jogo da NBA.

– Podia ver um jogo né, mas não dá nem tempo. Depende de quando é a folga, de quando é o nosso jogo, que dia a gente vai embora, porque já tenho jogo lá na Europa – lamentou a atacante, em entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com.

O Brasil enfrenta o Japão neste sábado, pela SheBelieves Cup, em Nashville – o Sportv 2 transmite o jogo a partir das 15h45 (horário de Brasília). Na terceira rodada, o jogo será contra a seleção dos Estados Unidos, atual campeã mundial e líder do ranking da Fifa.

Andressa Alves em ação pelo Barcelona — Foto: Instagram

Mesmo sendo fã de LeBron James, ala do Los Angeles Lakers e três vezes campeão da NBA, é claro que ser colega de clube do ídolo mundial Lionel Messi tem um sabor especial para a Andressa Alves. O encontro com o craque já foi devidamente registrado:

– Todo ano a gente faz uma foto oficial com o masculino. E quando a gente tem eventos da fundação Barça, sempre vai o masculino e o feminino juntos.

Ele é tímido, mas foi bem atencioso. Tirou foto com todas as meninas. Eram umas 30 (risos), e ele tirou foto com todo mundo, foi simpático. Mas é bem tímido.

Aos 26 anos, Andressa é a principal figura da geração que irá suceder a de Marta, Cristiane e cia na seleção brasileira feminina. Desde 2016 é jogadora do Barcelona, a primeira jogadora do país a vestir as cores blaugrana. Canhotinha, com faro de gol, foi ela quem abriu o placar para o Brasil na derrota por 2 a 1 para a Inglaterra na estreia da SheBelieves Cup.

– Eu não carrego como um peso. Eu carrego como um privilégio de estar aqui ao lado da Marta, da Cris, da Formiga. Aprendi muita coisa com elas nesse tempo. Acho que minha geração, não só eu, tem muitas jogadoras boas como a Bia e Andressinha, são jogadoras que estão fazendo a diferença e que com certeza vai ser uma geração de sucesso – avaliou Andressa.

Andressa Alves se prepara para disputar, em junho, na França, sua segunda Copa do Mundo com a seleção principal. Foram outras duas com a seleção de base. A pouco mais de três meses para o Mundial, a Seleção Brasileira aparece em 10º lugar no ranking da FIFA e com um histórico de ter perdido seis das últimas sete partidas contra seleções mais bem ranqueadas.

– A gente está nesse momento de reformular, de tentar buscar o resultado. Estamos jogando com as equipes top. Então acho que nesse momento o ranking FIFA não importa pra gente. A gente precisa jogar com seleções top, pra poder treinar, estar junto.

Confira mais trechos da entrevista com Andressa Alves:

FÃ DA NBA

– Eu gosto muito, sempre que posso assistir, eu assisto. Na Espanha é um pouco mais difícil, porque o fuso é de 6 horas e a maioria dos jogos é de noite nos Estados Unidos. Mas quando é um pouco mais cedo, ou não vou treinar no outro dia, eu consigo assistir. É um jogo diferente, o estilo, os caras são muito bons. Então é uma coisa que te chama a atenção assistir e eu gosto bastante.

TIME DE BASQUETE PREFERIDO

– Eu gosto do LeBron, então onde ele está é o meu time favorito. Sou muito fã dele, acho que ele é um gênio do basquete. O Michael Jordan foi, mas eu não consegui ver muitos jogos dele. Agora o LeBron eu acompanho desde sempre.

ESTEVE EM LOS ANGELES, MAS NÃO VIU LEBRON

– Foi na pré-temporada em julho do ano passado, mas ainda não tinha começado a temporada e daí não tive nem chance de ver um joguinho. Em Tampa talvez eu consiga assistir. Depende de quando é a folga, de quando é o jogo, que dia a gente vai embora, porque já tem jogo lá na Europa.

PRIMEIRA BRASILEIRA NO BARCELONA

– Ah, foi um momento que aconteceram muitas coisas boas na minha vida. Porque eu estava no Rio, nas Olimpíadas, foi a minha primeira. E de repente recebi a proposta do Barcelona, então foi uma mistura de emoções. Naquele momento eu decidi não assinar, não fazer nada, porque eu queria me concentrar nos Jogos Olímpicos, já que era um momento mágico na minha vida. Estar no meu país, poder ganhar a medalha de ouro. Infelizmente a gente não conseguiu. E depois que acabou tudo, acabei assinando com o Barça e fui a primeira brasileira a assinar com o Barcelona.

O QUE SIGNIFICA JOGAR NO BARCELONA

– Emoção muito grande. Todas as jogadoras gostariam de estar num grande clube. E poder abrir as portas pra outras brasileiras que venham jogar ali. A estrutura é muito boa. O clube dá muita atenção pro futebol feminino. E o Barcelona é o Barcelona. O clube é enorme, gigante. ENtão é uma emoção muito grande.

BOM PÚBLICO DO FUTEBOL FEMININO NA ESPANHA

– Sim. Principalmente na Champions, que eles gostam de acompanhar bastante. Agora mesmo teve a semifinal da Copa (da Rainha, equivalmente feminino à Copa do Rei), e o Atlético de Madrid tinha 38 mil pessoas assistindo. O pessoal na Espanha está começando a acompanhar os jogos, ir no estádio. Então está alavancando bastante o futebol feminino na Espanha.

ESTRUTURA DO TIME FEMININO DO BARÇA

– A gente treina no mesmo horário (do time masculino), mas em campos diferentes. A gente usa a mesma estrutura do masculino. Roupa, centro médico, se precisa fazer algum exame, cirurgia, é tudo igual.

VER MESSI TREINAR

– Ali é outro patamar. Meu Deus do céu, o cara é surreal. O treino dos caras é muito forte. Eles são muito rápidos, tem muito rondo, o famoso bobinho. Eles fazem bastante, por isso acho que tem esse negócio do tiki-taka do Barça. Porque você precisa ser muito rápido, tocar a bola muito rápido. Então é bem interessante.

FILOSOFIA DE JOGO IGUAL

– Sim, desde a categoria de base, sub-12, até a principal. Mesmo estilo de jogo, 4-3-3, mesma forma de atacar, mesma de se defender. Tudo igual.

ÍDOLO NO FUTEBOL MASCULINO

– Cristiano, Messi, Neymar. O Hazard, também gosto bastante dele. Acho que são jogadores extraordinários. Gosto muito do Marcelo, já joguei de lateral, e acho que ele é o melhor lateral-esquerdo que já vi jogar. Pode ter tido antes outro, mas ele é espetacular.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: