Família vítima de despejo, encontra-se em situação de penúria, após ter casa demolida no município de Santo Amaro

A humilde família que mora no Olho d’agua, bairro simples da cidade, vem sofrendo com as duras consequências que estão passando, depois de presenciar a total destruição do seu humilde lar. O fato ocorreu na última quarta-feira (31) do mês de julho. A família está estabelecida debaixo de um cajueiro próximo aos escombros que restaram da casa.
A situação é difícil, a família está padecendo necessidades e, além de toda humilhação sofrida, os mesmos não receberam nenhum recurso por parte da prefeitura, responsável pela demolição.

Segundo, o patriarca da família, o encanador Carlos, afirma que o secretário de obras da prefeitura o indicou a morar debaixo da árvore, uma vez que, não houvesse outro lugar que a família pudesse se estabelecer.

A família até o momento vem se suprindo de pequenas doações que recebe de pessoas que se sensibilizaram com a situação, e alega que todos os seus pertences, como móveis e até mesmo panelas foram levadas pelos responsáveis da prefeitura que efetuaram a demolição da residência, deixando a família sem absolutamente nada. Carlos e todos os que moravam na casa, estão dormindo em redes armadas debaixo do cajueiro, tendo que se habituar com o frio e chuva.

Carlos afirma ainda que está com medo de que algo pior venha acontecer com sua família, visto que não tem a quem recorrer. Carlos já se dirigiu à delegacia do município, mas não obteve êxito em registrar um boletim de ocorrência, porquanto o delegado recusou-se a fazê-lo, alegando que a família deve resolver o problema somente com a prefeitura.

Segundo, moradores vizinhos, a casa estava situada no local a quase um ano. A família argumenta ainda que quando a construção foi levantada no local, nenhum fiscal da prefeitura entrou em comunicação dizendo que a obra estaria irregular. Carlos diz que comprou o terreno com R$ 5.000 e gastou todas suas finanças nos serviços da casa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: