Feminicídio é tema de roda de conversa nas Promotorias de São Luís

Como parte da campanha Maria da Penha em Ação, na manhã desta quarta-feira, 20, a promotora de justiça Selma Regina Martins, de Defesa da Mulher de São Luís, coordenou uma roda de conversa com o tema “Feminicídio: um crime que pode ser evitado”. A atividade, realizada no auditório das Promotorias de Justiça da Capital, foi direcionada a membros e servidores da instituição.

Selma Martins iniciou a conversa destacando a importância da denúncia e do pedido de medida protetiva como formas de prevenção ao feminicídio e à violência doméstica contra a mulher. “É possível evitar, de forma imediata, danos maiores às mulheres vítimas de violência”.

A representante do Ministério Público do Maranhão afirmou que a construção de uma sociedade mais igualitária desde a infância ajudaria no combate ao machismo e na prevenção da violência. “É necessário que desde cedo o homem tenha as mesmas obrigações e aprenda a fazer as mesmas tarefas que a mulher”.

Durante o evento, a promotora de justiça comentou, ainda, sobre aspectos de diversos casos de violência doméstica investigados pelo Ministério Público, exemplificando relações abusivas e desvios no comportamento masculino. “As principais causas da violência doméstica, que podem levar ao feminicídio, são o ciúme e a não aceitação do término do relacionamento por parte do companheiro”.

A representante do MPMA ressaltou também que a Lei Maria da Penha é uma lei de proteção integral à mulher. “É preciso que a vítima expresse o que ela sente. Quais medidas ela deseja para sua proteção”, concluiu.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: