fbpx

Governo anuncia parceria com fundação científica da China

Foi assinado nesta sexta-feira (25) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), um acordo de colaboração internacional com a National Natural Science Foundation of China (NSFC). Esta é a primeira parceria acadêmica com a China. O convênio com a agência de fomento à pesquisa e inovação chinesa foi celebrado durante a visita do presidente Jair Bolsonaro ao país. A parceria também vai beneficiar o programa Future-se, segundo a Capes.

A parceria prevê intercâmbio acadêmico, educacional e científico entre professores, pesquisadores e pós-doutorandos de instituições brasileiras e chinesas. Também será apoiada a realização de seminários, workshops e conferências.

O edital com detalhes da parceria deve sair em até 90 dias para as áreas Ciências da Vida, Biodiversidade e Engenharias.

Também, na manhã de ontem (24), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que chineses que vierem ao Brasil para turismo ou negócios não precisarão mais de visto para entrar no país. A decisão foi tomada após uma reunião dele com presidentes de grandes companhias chinesas, em Pequim. Inicialmente, não deve haver reciprocidade, ou seja, continuará sendo exigido visto aos brasileiros que quiserem viajar à China.

Neste ano, Bolsonaro já havia isentado de visto outros quatro países: Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão. Segundo o presidente, a Índia é outra nação que deve ser beneficiada posteriormente. “Vamos o mais rápido possível, seguindo a legislação, isentar turista chinês de visto para adentrar o Brasil. Pretendemos também fazer a mesma coisa com a Índia”, garantiu o chefe do Palácio do Planalto, nesta quinta-feira.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: