Governo Flávio Dino solicita formalmente profissionais ao Ministério da Saúde para combater a Covid-19

O governo Flávio Dino (PCdoB) solicitou formalmente ao Ministério da Saúde profissionais cadastrados pelo órgão para atuar no enfrentamento à Covid-19 no Maranhão. A informação foi repassada em entrevista coletiva concedida pela secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do MS, Mayra Pinheiro.

“Já em atuação nos municípios brasileiros nós temos 322 profissionais de saúde em Manaus, 94 no Amapá e já recebemos solicitação de oferta do banco de dados para Bahia, Maranhão, Piauí, Paraíba, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga”, informou Mayra.

Boletim epidemiológico divulgado às 18h30 deste domingo (14) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) anunciou que o Maranhão tem, atualmente, 59.850 casos confirmados de novo coronavírus. Desses, 24.173 estão ativos e 34.210 estão recuperados. O número de óbitos já chega a 1.467.

Quanto aos profissionais de saúde que contraíram a Covid-19 no Maranhão, o número de casos confirmados é de 1.598, dos quais 1.460 já estão recuperados. O total de óbitos entre trabalhadores do sistema de saúde no estado é de 29, até agora.

Equipes desfalcadas

A quantidade elevada de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros servidores que atuam em hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e outros estabelecimentos, associada ao aumento progressivo do número de casos no interior do Maranhão, deve ter levado o governo comunista a pedir ajuda federal, já que muitos profissionais estão afastados da linha de frente do combate ao coronavírus, o que vem comprometendo o atendimento e levado a categoria a protestar publicamente contra as jornadas excessivas de trabalho.

Na coletiva, o Ministério da Saúde divulgou novos números referentes à assistência à Covid-19 e contratação de profissionais de saúde. De acordo com a pasta, o país conta, atualmente, com mais de 978 mil profissionais com cadastros finalizados para atuar no enfrentamento à pandemia. Além disso, o número de outros dispostos a atuar ultrapassa 438 mil.

Mayra Pinheiro afirmou que, com o avanço da pandemia, as contratações foram necessárias e que aumentam gradativamente, de acordo com a necessidade de cada localidade.

Dados

Também foram expostos dados referentes ao programa “O Brasil Conta Comigo – Acadêmico”. De acordo com o Mistério da Saúde, já foram cadastrados 744 gestores de hospitais filantrópicos, 50 de hospitais federais, mais de 108 mil alunos da área da saúde, 19 gestores estaduais, 1.414 gestores municipais e 757 procuradores institucionais.

A contratação destes profissionais no “O Brasil Conta Comigo” é temporária, por até seis meses, e remunerada de acordo com o salário base de cada categoria. O objetivo é cadastrar e capacitar profissionais, residentes e estudantes da área de saúde com o intuito de auxiliar estados e municípios nas ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

 

 

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977.

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: