Homem é condenado a cinco anos de prisão por homicídio em Estreito

 O Tribunal do Júri popular em sessão realizada na 1ª Vara da Comarca de Estreito condenou o réu Erick da Silva Soares a cinco anos de reclusão. Ele foi acusado de homicídio e ocultação de cadáver de um homem, identificado como Adjulio Balthazar Neto.

O crime foi praticado no dia 24 de dezembro de 2018 na zona rural de Estreito. De acordo com a denúncia, Erick da Silva Soares desferiu diversos golpes de faca na altura do peito da vítima Adjulio Balthazar Netto, em decorrência de um desentendimento entre ambos.

Narra ainda o inquérito policial que, após o crime, Erick colocou o corpo de Adjulio dentro de uma camionete S-10, placa QKB9760, de propriedade da vítima e direcionou-se a zona urbana de Estreito. Foi apurado que, na tentativa de ocultar o corpo de Adjúlio Balthazar, Erick arremessou a camionete S10 às águas do Rio Tocantins.

Preso provisoriamente desde 24 de dezembro de 2018, o réu foi condenado a cinco anos de reclusão, que serão cumpridos em regime prisional inicial definitivo aberto. “Desta forma, baseado forte no artigo 316 do Código de Processo Penal, revogo a prisão preventiva do acusado Erick da Silva Soares”, finaliza a sentença.

 

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: