fbpx

Mundo

Homem que atacou juíza após ouvir condenação volta ao júri algemado, com máscara e luvas de proteção

O homem que saltou contra a juíza Mary Kay Holthus no início deste mês após ouvir sua condenação voltou ao júri nesta segunda-feira (8) com algemas duplas, uma máscara e luvas de proteção

.“Quero deixar claro que não estou mudando ou modificando a sentença que estava impondo na semana passada, antes de ser interrompida pelas ações do réu”, disse a juíza do Tribunal Distrital do Condado de Clark, Mary Kay Holthus.

Embora a sentença possa durar até quatro anos, o homem poderá receber liberdade condicional em 19 meses, dependendo de seu comportamento na prisão e das decisões tomadas por um conselho de liberdade condicional.

Nem ele e nem o advogado receberam permissão para falar durante o breve comparecimento no tribunal.

Nesta terça, o homem, Delone Redden, enfrentará um novo júri — agora com outro juiz — para responder por 15 novas acusações criminais relacionadas ao ataque no tribunal, incluindo tentativa de homicídio, extorsão, coerção com força e agressão a uma pessoa protegida.

Ele pode ficar preso por décadas, se for condenado.

No dia 3 deste mês, Redden pulou sobre a mesa da juíza socando-a repetidamente e gritando palavrões enquanto os agentes de segurança tentavam contê-lo.

A juíza sofreu alguns ferimentos, mas voltou ao trabalho no dia seguinte.

A mãe adotiva de Redden e a irmã mais velha disseram aos repórteres fora do tribunal que ele havia sido diagnosticado com esquizofrenia e transtorno bipolar, embora os registros do tribunal mostrem que ele foi considerado competente para ser julgado.

O promotor distrital do condado de Clark, Steve Wolfson, disse que o histórico criminal de Redden incluía condenações por três crimes e nove contravenções, a maioria envolvendo atos violentos.( G1 )

Advertisements

Deixe uma resposta