fbpx

Idosa encontrada morta dentro de caixote em Teresina era natural do Maranhão

Nesta quarta-feira (7), a Polícia Civil do Piauí divulgou que o corpo encontrado dentro de um caixote, tipo baú, em Teresina, no mês de fevereiro deste ano, é de uma idosa maranhense, identificada como Maria Antônia de Sousa, 62 anos de idade.

O corpo da idosa, que estava enrolado em um tecido dentro do caixote, foi encontrado no dia 9 de fevereiro, em uma região de mata do conjunto Leonel Brizola, na Zona Norte de Teresina. Desde então, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do Piauí tentava identificar a vítima, que segundo a perícia estava morta há três ou quatro dias antes de ter sido encontrada.

A polícia suspeita que a idosa tenha sido envenenada. / Foto: Divulgação/DHPP-PI.

A polícia suspeita que a idosa, que era natural do Maranhão, tenha sido envenenada. Segundo o DHPP, a demora no reconhecimento da vítima foi porque os familiares de Maria Antônia só denunciaram o desaparecimento dela 15 dias após ela ter sumido.

Maria Antônia de Sousa morava em Teresina e vinha para o Maranhão ficar com os parentes, que moram no interior do Estado, mas acabou não chegando.

Agora a DHPP trabalhava para identificar a autoria e a motivação do crime, pois há possibilidades de a idosa ter sido envenenada. A polícia também investiga quem é responsável pela ocultação do cadáver.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: