Irmão de Luis Miranda afirma que não se lembra de ter mostrado invoice a Bolsonaro

O servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda afirmou em depoimento à Polícia Federal não lembrar se ele e seu irmão, Luis Miranda (DEM-DF), mostraram ao presidente Jair Bolsonaro, no encontro em 20 de março, a invoice (fatura) da compra da vacina indiana Covaxin. O documento teria indícios de irregularidades da aquisição. Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, o deputado disse ter mostrado papelada ao chefe do Executivo.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o parlamentar acusou a imprensa de estar “contaminada” com versões a favor do Palácio do Planalto. “Vamos saber qual a intenção em breve, vou acionar o Supremo Tribunal Federal para explicarem como tem que ocorrer a investigação”, declarou à publicação, na noite da segunda-feira 19

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: