Joe Biden deixa a aliança internacional contra o aborto

Nesta quinta-feira (21), o governo dos Estados Unidos anunciou que apoiará ações sobre educação, saúde e direitos sexuais reprodutivos. O país também vai voltar a financiar organismos internacionais e organizações que trabalham com esses temas.
 
De acordo com o jornal o Globo, a nova postura do governo de Joe Biden acaba com a política de Donald Trump, que combatia o aborto. O anúncio indica a saída dos EUA da aliança internacional contra o aborto.
 
Chamada Consenso de Genebra, a aliança foi anunciada em 2020 e reuniu 32 países, como Brasil, EUA, Polônia, Iraque, indonésia, Egito, Congo, Paquistão, Arábia Saudita, entre outros.
 
A nova decisão do governo americano foi informada durante uma reunião da Organização Mundial da Saúde (OMS). A participação dos EUA no encontro marcou sua volta à organização. Anthony Fauci, chefe da delegação americana na reunião, disse que o governo Biden vai acabar com restrições que estavam impedindo o envio de verba para organizações que tratam de planejamento familiar.

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com

 Siga, também o Imaranhao no Twitter, Instagram

Curta nossa página no Facebook

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: