Jovem se suicida após ser violentada por mais de 4 anos pelos próprios pais; casal está preso

Os pais de uma jovem de 19 anos foram presos na última quarta-feira (13) pela Polícia Civil no município de Governador Newton Bello, a 280 quilômetros da capital. Edmar Cavalcante Neves, de 46 anos, seria suspeito de abusar sexualmente a própria filha, com apoio da mãe da jovem, identificada como Rosinete Lima Neves, de 40 anos. Érica, segundo o inquérito policial, teria começado a ser violentada aos 15 anos e, nos últimos dias, acabou cometendo suicídio.

Eles foram levados para a Delegacia da Mulher de Zé Doca, onde prestaram esclarecimentos sobre o caso e autuados pelo crime de estupro qualificado. Na quinta-feira  (14) Edmar Cavalcante foi encaminhado para o presídio daquela cidade, enquanto a sua esposa foi apresentada no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

A prisão temporária de ambos foi deferida pelo prazo de 30 dias, mas, nesse período, o que a polícia tinha de elementos probatórios eram os celulares da vítima e dos pais, que foram enviados para perícia mediante quebra de sigilo telefônico. O relatório não havia sido concluído no período de um mês e o pedido de prorrogação da prisão temporária acabou sendo negado.

Expirado o prazo da prisão temporária, ambos até chegaram a ser colocados em liberdade até a resolução do relatório conclusivo da perícia, mas voltaram a ser capturados depois da confirmação de que tinham trocado mensagens com a filha que os arrolava às investigações.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Zé Doca, coordenada pela delegada Lícia Giuliana. A polícia informou que a vítima chegou a escrever uma carta declarando que era forçada a beijar e a manter relação sexual com o seu pai, tendo a conivência da própria mãe. Esse ato criminoso vinha ocorrendo desde os seus 15 anos de idade.

Ainda de acordo com a polícia, os celulares da vítima e dos acusados foram apreendidos para serem periciados. A polícia acabou constatando que o casal tinha trocado mensagens com a vítima que confirmavam a ação ilegal. Foi solicitado ao Poder Judiciário a prisão dos suspeitos e no último dia 13 foi cumprida.

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: