Lockdown: Na área nobre de São Luis, banhistas desrespeitam a ordem e cometem crime contra saúde pública

Ao que parece, o lockdown não tá sendo levado a sério para alguns moradores da Ilha de São Luís. Depois de um atleta ser contido pela polícia na terça feira (5), primeiro dia de bloqueio total, ontem (6) foi a vez de algumas pessoas desfrutarem de um belo banho de mar. Três pessoas curtiram o fim de tarde e o mar ludovicense, nas redondezas do hotel Luzeiros.

Uma verdadeira afronta contra o decreto governamental e a todos os cidadãos que estão se esforçando em prol de todos.

Um vídeo foi enviado a nossa redação, onde claramente os banhistas quebram o cordão de isolamento.

Flávio Dino considerou o lockdown um “grande sucesso”, mas falou da necessidade de mais fiscalização e orientações no interior dos bairros daqui para frente. Para o governador, o melhor caminho é o da “consciência cidadã”.

“Nós não vamos trancar todas as pessoas dentro de suas casas com cadeados, isso não existe (…). Vão continuar a existir pessoas na porta das suas casas (…). Nós não estamos na Europa. As pessoas têm dificuldades de trabalho, dificuldade de moradia, então nós temos que ter senso de proporcionalidade”, declarou. “Nós não vamos sair, de modo generalizado, prendendo pessoas no meio da rua”, completou.

A expectativa com o lockdown, segundo o governador, é pela redução na quantidade de novos casos confirmados de Covid-19 na Ilha nas próximas semanas e, consequentemente, aliviar a pressão nos hospitais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: