fbpx

Maranhão

Mães denunciam falta de vagas em escolas da rede municipal de São José de Ribamar

Mães denunciam a falta de vagas em escolas da rede municipal de São José de Ribamar. A insuficiência no número de vagas disponíveis pode impossibilitar a participação dos estudantes no ano letivo de 2024.

O retorno às aulas, marcado para o dia 23 de janeiro, preocupa mães e responsáveis que temem a ausência das crianças na sala de aula. A Escola Municipal José Fernandes Machado, no bairro Jardim Tropical, é um bom exemplo desta realidade.

Segundo denúncia feita ao Difusora ON, várias mães têm enfrentado dificuldades na hora de matricular os filhos. Ainda segundo a informação, o caso ocorre desde o ano passado nesta escola.

A autônoma Paula dos Santos, de 27 anos, relatou que tentou matricular o filho Lucca Riquelme, de 7 anos, no dia 10 de janeiro, mas que não conseguiu sequer entrar na escola. “Eu e outras mães estamos procurando vagas nas escolas municipais e não estamos conseguindo. Eles não deixam nem a gente entrar na escola, na porta eles já dizem que não tem vaga”, informou Paula.

Com a escola lotada, Paula informa que não sabe o que irá fazer se não conseguir matricular o filho, tanto por questões financeiras quanto por questões organizacionais, já que a escola deveria funcionar como rede de apoio.

“Eu nem sei o que eu vou fazer se eu não conseguir matricular ele, porque eu não tenho como pagar uma escola particular. A escola é a nossa rede de apoio, no momento que a gente vai trabalhar, as crianças vão para a escola. Então não sei como vamos nos organizar com essa situação”, desabafou.

O mesmo drama vive a diarista Gessilene Leal Ferreira, de 48 anos, mãe do Isaac Ferreira, de 10 anos e do Levi Ferreira, de 11, ambos em idade escolar. “Eu fiquei lá um bom tempo à espera de alguma desistência das outras mães. O que não aconteceu. Então, resumindo, vim embora para casa sem fazer a matrícula dos meus filhos”, relatou.

A jornalista Bárbara Souza, que integra a liderança social do bairro, informou que as vagas estão sendo destinadas aos alunos que possuem conexão com funcionários da prefeitura, e que chegaram a receber a sugestão de funcionários da escola.

“Assim que saímos da escola, uma das mães informou que tinha conseguido fazer a matrícula porque conhecia quem trabalhava na Instituição. Inclusive, assim que os funcionários notaram que iríamos denunciar, pediram nosso telefone para falar com a diretora e conseguir a vaga”, disse.

Em nota, a prefeitura de São de Ribamar informou que não existe qualquer prioridade para funcionários públicos quanto à matrícula, e que, segundo mapeamento feito pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED), houve aumento de 41% pela procura de vagas.

A Secretaria afirmou que está dispondo de mais espaços educativos para atender a demanda.( difusora on )

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta