Maranhão abre primeiro hospital exclusivo para casos do novo coronavírus

O Maranhão inaugurou, na manhã desta sexta-feira (3), o primeiro hospital exclusivo para casos do novo coronavírus. A unidade possui 80 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e deve contar com mais de mil profissionais da saúde, convocados a partir do seletivo realizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) em março.

O Hospital de Cuidados Intensivos (UCI) é localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Angelim em São Luís. De acordo com a SES, a unidade já estava sendo preparado há algumas semanas e deve ser referência no estado no combate à pandemia.

Além dos leitos, o hospital conta com quatro UTIs móveis que serão utilizadas para o transporte dos pacientes com Covid-19 e por conta do processo de higienização, vão ser usadas duas por vez. Já as UTIs vão ser ocupadas de dez em dez, conforme a demanda e com uma equipe médica diferente para cada grupo.

Hospital de Cuidados Intensivos (UCI) possui mais de 80 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e será referência no tratamento de casos do coronavírus. — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão

Hospital de Cuidados Intensivos (UCI) possui mais de 80 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e será referência no tratamento de casos do coronavírus. — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão

Segundo o secretário de Saúde, Carlos Lula, o estado trabalha com a possibilidade da ampliação da estrutura da unidade para receber uma enfermaria, que atende casos menos graves da doença e pacientes de outras unidades. Ele afirma que dos 20 leitos separados no Hospital Carlos Macieira em São Luís, para tratar pacientes com coronavírus, 19 já estão ocupados.

“A gente tem plano A, plano B e plano C. Se a gente tiver com a curva muito crescente, um número alto de casos, a gente pode melhorar a ocupação desses espaços seja aqui ou seja em outras unidades, e até fazer em outras estruturas que os outros estados tem feito e que a gente não queria fazer, já que ninguém conseguiu ter uma estrutura como essa nesse tempo, que são os hospitais de campanha. Esse é o nosso plano C, que a gente não quer colocar em prática, mas eventualmente é possível, a gente estuda a estruturação do plano C, que é o plano que a gente não queria executar, mas os hospitais de campanha com praticamente 300 leitos voltados para essa finalidade”, explicou Carlos Lula.

Quarentena

Por causa da evolução no número de casos, a proibição de funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos no Maranhão foi mantida por tempo indeterminado, mas, segundo o Governo do Maranhão, será reavaliada semanalmente. A proibição de funcionamento afeta os seguintes segmentos:

  • Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres;
  • Templos, igrejas e demais instituições religiosas;
  • Museus, cinemas e outros equipamentos culturais, público e privado;
  • Academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares;
  • Lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada;
  • “Shopping center”, galeria/centro comercial e estabelecimentos congêneres, salvo quanto a supermercados, farmácias e locais que prestem
  • Serviços de saúde no interior dos referidos dos estabelecimentos;
  • Feiras e exposições;
  • Indústrias, excetuadas as dos ramos farmacêutico, alimentício, de bebidas, produtos hospitalares ou laboratoriais, obras públicas, alto forno, gás, energia, água, mineral, produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como respectivos fornecedores e distribuidores.

Centro de Testagem

O Maranhão possui dois Centros de Testagem para casos do novo coronavírus. O primeiro, é localizado localizado na Policlínica Diamante em São Luís. O segundo também é localizado em São Luís, no Viva Beira-Mar.

Devem procurar os centros pessoas que estejam com sintomas de febre, tosse e dificuldade de respirar ou tenham feito viagens para outras áreas que estejam com casos confirmados da doença, e tenham tido contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.

Os laboratórios estão recebendo a coleta de material para a realização de exames para Covid-19 e dando orientações sobre as medidas que devem ser tomadas após o laudo. Os locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

G1ma

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: