Maranhense comemora 2º lugar estadual em concurso internacional de redação

“Eu nem sei como descrever, eu fiquei tão nervosa e muito empolgada mesmo. Eu nem acreditei quando minha professora falou, pensei que ela tinha se confundido, que era outra pessoa, mas isso me emocionou muito e me deixou muito orgulhosa, fez com que eu acreditasse mais no meu potencial”, é o que conta a jovem estudante do Centro de Ensino Ana Isabel Tavares, em Dom Pedro, Clara Regina Muniz de Almeida, 2º lugar estadual no 48º Concurso Internacional de Redação de Cartas para Jovens, promovido anualmente pela União Postal Universal (UPU), sediada em Berna, na Suíça.

Em 2019, o concurso – que no Brasil a realização fica a cargo dos Correios – teve como tema: “Escreva uma carta sobre o seu herói” e Clara Regina diz que sua redação falava sobre Jesus. “Eu amei, fiquei super empolgada e assim que soube eu quis participar, estou muito feliz que o tema foi esse e imediatamente eu soube o que eu queria falar, o maior herói não só para mim, mas para o mundo, pois ele morreu por nós, por causa de nossos pecados”, complementa a estudante.

Poderiam participar do concurso estudantes das redes pública e privada e, de acordo com as regras, as redações deveriam ser em formato de carta, escrita à mão e contendo no máximo 900 caracteres.

Clara Regina, que tem 14 anos e é estudante da 2ª série do Ensino Médio, acredita que iniciativas como essa são importantes para descobrir e incentivar jovens a estudar, abrir suas mentes e pensar fora da caixa. A estudante afirma, ainda, que as pessoas precisam entender que esse mundo só vai melhorar com estudo e conhecimento.

“Eu até criei uma frase: ‘O propósito de estudar é aprender sobre o mundo em que vivemos para que assim possamos torná-lo um lugar melhor’, isso também ajuda a fazer com que os jovens percebam o potencial que possuem e se dedicar a isso”, afirmou ela.

O concurso, que acontece desde a década de 1970, tem como objetivo incentivar crianças e adolescentes a expressarem a criatividade e melhorar seus conhecimentos linguísticos, além de reconhecer talentos nacionais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: