Moradores da zona rural de João Lisboa estão há mais de 10 dias sem energia

 A comunidade do povoado Pingo de Ouro, distante 68 km da sede de João Lisboa, reivindica urgentemente providências à concessionária de energia elétrica para normalizar o fornecimento na localidade.

“Até hoje nunca apareceu ninguém dessa empresa para resolver o problema”, disse uma moradora que alega ter feito várias tentativas junto à Equatorial (antiga Cemar) para solucionar o transtorno.

“É um absurdo essa empresa deixar dezenas de famílias sem energia elétrica por quase duas semanas”, disse outro morador. A reportagem aguarda posicionamento da Equatorial sobre a situação no povoado.

Donos de mercearias, lanchonetes e de tanques de resfriamentos de leite amargam, nestes 10 dias, grandes prejuízos financeiros na comunidade Pingo de Ouro.

Imirante

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: