Morre o autor de novelas Gilberto Braga, aos 75 anos, no Rio de Janeiro

 autor de novelas Gilberto Braga morreu na noite desta terça-feira (26), aos 75 anos, no Rio de Janeiro. Autor de novelas clássicas da TV brasileira, como “Dancin’ Days” (1978), “Vale Tudo” (1988) e “Celebridade” (2003), Gilberto é considerado um dos maiores nomes da teledramaturgia no país. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Nascido no Rio de Janeiro, Gilberto Braga cursou a faculdade de Letras na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, deu aulas na Aliança Francesa e trabalhou posteriormente como crítico de teatro e cinema do jornal “O Globo”. Em 1972, Gilberto estreou como autor na TV Globo com uma adaptação de “A Dama das Camélias”, de Alexandre Dumas, para um “Caso Especial”.

A primeira experiência de Gilberto Braga em telenovelas foi em Corrida do Ouro, em 1974, dividindo a autoria com Janete Clair e Lauro César Muniz. Pouco depois, em 1976, o autor teve o primeiro grande sucesso com “Escrava Isaura”. A estreia no horário nobre veio em 1978, com “Dancin’ Days”, um de seus maiores sucessos. Mestre na criação de vilões inesquecíveis, como Maria de Fátima (Vale Tudo), Odete Roitman (Vale Tudo) e Laura (Celebridade), Gilberto também escreveu minisséries como “Anos Dourados”, em 1986.

Por seu trabalho em “Paraíso Tropical”, Gilberto Braga foi indicado ao Emmy Internacional de Melhor Telenovela em 2008. Seu último trabalho na TV Globo foi “Babilônia”, em 2015.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: