Na tribuna Aluísio Mendes fala do golpe que fez Léo Costa nao concorrer as Eleições de 2016

Fatos que desmontam a falácia democrática do grupo comunista: manobra injusta dos comunistas para impedir reeleição de prefeito é lembrada no Congresso para todo o Brasil.

A verdadeira democracia estende as mãos, não tenta derrubar. Atitudes humanas falam mais que “falácias democráticas” 

Em Brasilia, deputado Aluísio Mendes desmascara “democracia” do PDT de Weverton Rocha e diz que o então prefeito da cidade de Barreirinhas, Léo Costa, pedetista histórico, aliado de Jackson Lago e Leonel Brizola, sofreu perseguição do grupo comunista para não ser reeleito.

Agora todos sabem quem são os que se dizem “democráticos” e agem como “ditadores”. Diferente dos que agem como verdadeiros ditadores, Aluísio Mendes, do partido Cristão, estendeu-lhe as mãos, pois acredita no seu potencial para governar aquela cidade.

Interferência política para eleger candidato comunista estragou tudo:

Segundo relato do próprio ex-prefeito Léo Costa, que não pôde disputar a sua reeleição em 2016, no lugar de Léo Costa, o grupo liderado pelo PDT do então pré-candidato a senador Weverton Rocha, queria eleger o candidato do PCdoB de Flávio Dino, que, lógico, perdeu as eleições para Albérico Filho do MDB, sobrinho de Roseana Sarney. Confira no vídeo

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: