‘Não há necessidade de corrida para a compra de alimentos’, diz Dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) fez hoje (1º) um apelo à população de São Luís durante coletiva para esclarecer pontos do novo decreto a ser editado com o bloqueio total de atividades na Ilha em virtude do avanço do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo ele, não há qualquer necessidade de “corrida” a supermercados para a compra de alimentos, porque esses estabelecimentos permanecerão abertos mesmo durante o lockdown.

“Não há necessidade alguma de corrida para a compra de alimentos”, disse ele.

Na noite de ontem (30), após circular a informação sobre a decisão judicial determinando que seja estabelecido o confinamento rigoroso na capital, foram registrados vários casos de aglomerações em supermercados da cidade.

“Os estabelecimentos, todos, que vendem alimentos continuarão abertos. Assistimos já, em alguns estabelecimentos, já na noite de ontem, esta corrida com base em fake news. Não há nenhuma razão para acreditar mais no grupo de WhatsApp do que na palavra oficial do Governo do Maranhão e, agora, do próprio Poder Judiciário, que consigna, expressamente, que não haverá interrupção de abastecimento de alimentos. Então, pelo amor de Nosso Senhor Jesus Cristo, não se aglomerem, sem nenhuma racionalidade e necessidade, em supermercados, ou mercados e feiras. Eles continuarão abertos, assim como também farmácias”, completou Dino.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: