Número de famílias atingidas por chuvas e cheias de rios no Maranhão passa de 770

No Maranhão, os prejuízos causados pelo período das chuvas intensas e cheias dos rios deixam 779 famílias desabrigadas ou desalojadas, segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Seis municípios já decretaram situação de emergência, são eles: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano e Formosa da Serra Negra.

Em Mirador, o Rio Itapecuru apresenta tendência de baixa, porém ainda acumula grande volume, marcando o nível de 4,70m nesta terça-feira (11). Alguns povoados ainda se encontram isolados. Equipes de Bombeiros trabalham na distribuição das cestas básicas, medicamentos e no transporte de famílias e de profissionais, enfrentando locais de difícil acesso. No total, 249 cestas foram entregues ontem pela equipe comandada pelo major Belo do Corpo de Bombeiros.

Veja as últimas marcas do Rio Itapecuru em Mirador:

Terça-feira (11): 4,70m às 6h21 (diminuição de 2 cm);

Segunda-feira (10): 4,72m às 19h38 (diminuição de 6cm);

Segunda-feira (10): 4,78m às 7h10 (diminuição de 5cm);

Domingo (9): 4,83m às 21h21 (diminuição de 0,09m);

Domingo (9): 4,92m às 9h05 (diminuição de 8cm);

Sábado (8): 5m às 20h09 (diminuição de 2cm);

Sábado (8): 5,02m às 7h11(aumento de 4cm);

Sexta-feira (7): 4,98m às 20h49 (aumento 6cm);

Sexta-feira (7): 4,98m às 20h49 (aumento 6cm).

Em Imperatriz, o nível do rio Tocantins subiu e chegou a marca de 9,60 metros. No município, 244 famílias estão desabrigadas ou desalojadas. Equipes do 3º Batalhão de Bombeiros executam ações de apoio na região, realizando o transporte de atingidos, de profissionais; distribuindo alimentos, medicamentos e resgatando pessoas em locais isolados pela água.

Nas cidades de Trizidela do Vale e Pedreiras, o nível do rio Mearim encontra-se próximo da cota de inundação. Em decorrência do aumento do volume do rio, as cidades permanecem em alerta. Bombeiros da 13ª CIBM e agentes das prefeituras já trabalham na retirada de algumas famílias dos locais de maior risco, quase cem abrigos públicos já estão prontos para ocupação.

Além do emprego de equipes operacionais e do constante monitoramento das condições do tempo e dos volumes dos rios, o CBMMA segue prestando apoio técnico aos municípios no que se refere a adoção de procedimentos legais para Decretação de Situação de Emergência e na execução de processos para solicitação de auxílio aos afetados.

Os Restaurantes Populares também estão mobilizados para distribuir refeições. Em Imperatriz são 400 almoços e 400 jantares diariamente, enquanto Grajaú serve 100 pratos no almoço e outros 100 no jantar. Cabe ao Corpo de Bombeiros retirar as quentinhas e entregar aos desabrigados. Eles também executam ações de apoio, como o transporte da população e de profissionais da saúde, distribuem medicamentos e resgatam pessoas em locais de risco, além de monitorar as condições do tempo e o volume dos rios.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: