Número de mortos pelo novo coronavírus no Maranhão sobe para 1.499, e casos confirmados passam de 60 mil

SÃO LUÍS – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) revelou, em boletim divulgado na noite desta segunda-feira (15), que o Maranhão tem 1.499 mortes e 60.592 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Segundo a SES, foram contabilizados 32 óbitos e 742 pessoas infectadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas no estado, sendo 81 na Região Metropolitana de São Luís, 33 em Imperatriz e 628 nas demais regiões. A taxa de letalidade do coronavírus no Maranhão, por sua vez, está em 2,47%.

Em seu relatório, a SES informou que as últimas 32 mortes pelo novo coronavírus no Maranhão aconteceram em nove municípios, com a capital São Luís registrando 13 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. As cidades de Pedreiras (6), Imperatriz (3), Zé Doca (3), Amarante do Maranhão (2), Lago da Pedra (2), Davinópolis (1), João Lisboa (1) e Satubinha (1) também relataram mortes de pacientes infectados pelo coronavírus neste período.

De acordo com a SES, 213 municípios do Maranhão já registraram casos confirmados do novo coronavírus, ou seja, 98,1% das cidades do estado contam com pacientes infectados pela Covid-19. São Luís (12.040), Imperatriz (3.057), Santa Inês (2.934), Açailândia (1.987) e Zé Doca (1.767) são os cinco municípios maranhenses com o maior número de casos de coronavírus.

As pessoas que apresentarem sintomas do novo coronavírus em São Luís podem procurar o Centro de Testagem da Policlínica Diamante e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Vinhais, Itaqui-Bacanga, Cidade Operária e Araçagy. Os profissionais da área da saúde e da segurança pública estão sendo atendidos exclusivamente no Viva da Beira-Mar. Para a população no interior maranhense, os hospitais regionais continuam realizando a coleta para os exames.

 

 

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977.

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: