PDT em aliança consolidada com o DEM e o partido Jackson e Brizola não terá candidato ao executivo

A costura nacional sacramentou a aliança entre DEM e PDT em São Luís, o que já vinha sendo acertado a nível local desde meados do ano passado. O jornal Folha De São Paulo informou que as duas legendas farão alianças em várias cidades do Nordeste, inclusive em São Luís, Fortaleza e Salvador a aliança está consolidada.

Já é dado como certo nos bastidores, embora o PDT não tenha oficializado, que o presidente da Câmara Municipal, Osmar Filho, não será candidato a prefeito. O PDT irá apoiar a candidatura de Neto Evangelista (DEM) e pode indicar o vice, mas ainda está definindo.

Assim, esta será uma das raras eleições em São Luís sem o número 12 nas ruas.

Desde a redemocratização, apenas em 1992 e 2012 o PDT não teve candidato a prefeito da capital. Ainda assim, o partido é o mais tradicional nas eleições de São Luís e sempre considerado uma força eleitoral na cidade pela militância consolidada, em especial no movimento estudantil.

Mesmo não estando na cabeça da chapa, a presença da força dos pedetistas nas ruas foram fundamentais nas vitórias de Conceição Andrade em 1992 e Edivaldo Holanda Júnior, em 2012. tanto que o atual prefeito de São Luís mudou de partido e concorreu pelo próprio PDT na eleição seguinte.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: