Polícia divulga identidade dos homens presos por envolvimento no massacre de Suzano

A Polícia Civil prendeu, entre quarta (10) e quinta-feira (11), três homens envolvidos no massacre ocorrido na Escola Estadual Raul Brasil na manhã do dia 13 de março em Suzano.

O primeiro detido foi Cristiano Cárdias de Souza, conhecido como Cabelo. De acordo com as investigações, ele seria responsável por fornecer as munições e a arma usadas por um dos autores do ataque à escola. Os outros foram Adeilton Pereira dos Santos e Thatiano Oliveira de Queiroz. Ainda não se sabe quais por quais crimes eles estão sendo acusados.

Atendimentos às vítimas

Mais cedo, ainda em Suzano, onze feridos no ataque passaram por avaliação física e psicológica em uma UBS. Uma equipe multidisciplinar do Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo, o Imesc, foi chamada para acompanhar o trabalho.

O médico perito Lucas Leal, diretor do Imesc, explicou que o objetivo da equipe é identificar problemas pontuais e futuros nos jovens que sofreram o trauma.

O atendimento é específico para esses onze jovens. Uma perícia posterior deve ajudar a quantificar o valor a ser pago em indenização para as famílias.

O trabalho de assistência é realizado também com outras pessoas da cidade que se sentiram atingidas pela tragédia. Segundo o secretário de saúde do município, Luís Claudio Rocha Guillaumon, há uma lista de espera de 1200 pessoas. Devido ao grande número, ele solicitou um convênio com o governo do estado para levar mais profissionais de saúde à cidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: