Polícia encontra cabo enrolado em hélice de avião que caiu com Marília Mendonça

A Polícia Civil de Caratinga, Minas Gerais, finalizou a análise pericial nos destroços do avião de Marília Mendonça que caiu na última sexta-feira, dia 5, e vitimou a cantora e mais quatro pessoas. Segundo o delegado regional da Polícia Civil de Caratinga, Iva Lopes Sales, um cabo foi encontrado enrolado em uma das hélices do avião.

Porém, ele disse não poder afirmar que é o cabo que se rompeu na torre de transmissão de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). “É fato de que tem um cabo enrolado na hélice.

Agora, a gente só vai poder afirmar que esse cabo é o cabo que se rompeu quando a perícia tiver o laudo”, explicou o delegado em entrevista ao G1 Minas Gerais. Sales também informou que todos os destroços recolhidos nesta segunda-feira, 8, serão encaminhados para o Rio de Janeiro nesta terça-feira, mas os motores serão encaminhados para Sorocaba, no interior de São Paulo.

“Em comum acordo com o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), definimos que a aeronave vai ser destinada ao Rio de Janeiro para que eles realizem a perícia. Se porventura a Polícia Civil achar necessário realizar outras perícias, ela estará lá à disposição também”, completou o delegado. Não há prazo definido para apurar uma eventual responsabilidade criminal pelo acidente.

“A investigação procede com os laudos periciais, com oitivas de eventuais testemunhas, com arrecadação de documentos. É importante ressaltar que a Polícia Civil quer dar uma respostas célere, mas uma resposta célere não significa uma resposta rápida. Uma resposta célere é a resposta mais técnica, no menor tempo possível”, finalizou o delegado Sales.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: