Pontos de higienização das mãos serão instalados em São Luís

A Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) iniciou a implantação de Pontos de Higienização das mãos. A ação faz parte do conjunto de estratégias que o Governo do Maranhão está adotando para prevenção ao coronavírus (Covid-19).

Recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os Pontos de Higienização têm como objetivo principal garantir às regiões onde há grande circulação de pessoas, o acesso a um método eficaz e barato de prevenção ao coronavírus.

Na primeira etapa de implantação do programa, serão instaladas pias de higienização em 10 pontos estratégicos da capital maranhense: Mercados Central, da Liberdade, da Cohab, do Bairro de Fátima e do Vinhais, além dos Terminais de Integração da Cohama, da Praia Grande, Terminal da Cohab, do São Cristovão e do Distrito Industrial.

Além dos 10 pontos iniciais, devem ser instalados mais kits de higienização em todas as regiões da Grande Ilha, compreendendo também os municípios de Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa.

Para o titular da Secid, Rubens Pereira Júnior, a implantação dos pontos de higienização vai salvar muitas vidas, com um baixo custo de implantação.

“Os lavatórios públicos têm baixo custo de instalação e alto impacto na saúde. Sabemos que a higienização das mãos e o afastamento social são as duas medidas mais eficazes para a impedir a propagação do vírus. Como parte da população precisa continuar circulando para trabalhar ou fazer compras, esse mecanismo de higienização certamente salvará muitas vidas”, disse.

Rubens acrescentou a importância dos pontos de higienização inclusive no período pós pandemia. “Importante destacar que está é obra com uma estrutura fixa, que ficará à disposição de todos mesmo após a pandemia. A necessidade de ampliar os hábitos de higiene permanecerão após esse período”, avaliou.

Mãos Sempre Limpas

A secretária adjunta de Desenvolvimento Urbano, Arlene da Silva Vieira, explica que o prazo para entrega da primeira etapa do programa deve acontecer em duas semanas.

“Já iniciamos as obras de implantação desses primeiros oito pontos. Em seguida, vamos ampliar a instalação em outros locais da Grande Ilha. Nossa maior preocupação é que todas as pessoas tenham acesso à água e sabão para fazer o processo de limpeza das mãos em áreas onde o acesso à higienização é menos recorrente”, afirmou.

Os módulos sanitários são compostos por lavatórios que garantem água limpa, sabão líquido e instruções de higienização adequada.

Imirante

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: