Presa quadrilha que planejava sequestrar familiares de bancários no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), prendeu em flagrante na última sexta-feira (1) sete pessoas que integravam uma quadrilha especializada em roubo a bancos, na modalidade “sapatinho”. Um adolescente também foi apreendido.

Eles foram identificados como Anderson da Silva Viana, conhecido como “Dudu”, Ronildo Freitas Mendes, o “Índio Bravo”, Moisés Lopes De Moraes, Pedro Alves Sousa Oliveira, o “Pedrinho”, Lucas Cardoso Assunção, Wanderson Aguiar Da Luz, o “Juninho” e Cleidiane Cordeiro Da Silva, a “Loura”.

De acordo com informações policiais a quadrilha os presos planejavam o sequestro de funcionários do Banco do Brasil e também de suas famílias para realizar a extorsão aos servidores. Quatro armas de fogo foram apreendidas com o grupo criminoso.

Ainda segundo informações policiais, Anderson Viana, o “Dudu” já possuía mandados de prisão pelas comarcas de Timon e Buriticupu. Já Ronildo Mendes, o “Índio Bravo”, é foragido da Justiça do Estado do Pará, onde responde a vários processos criminais.

Após os procedimentos de praxe, os presos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da Justiça.

A operação contou com o apoio das Delegacias Regionais de Bacabal e Pedreiras, além do apoio operacional do Centro Tático Aéreo (CTA) e do COSAR.

O crime de “sapatinho” é uma modalidade do roubo a banco e consiste no fato da família do gerente e/ou tesoureiro ficar sob a mira dos criminosos, tendo o funcionário da instituição financeira a obrigação de retirar todo o dinheiro do cofre e entregar ao bando criminoso como condição de resgate para a liberação dos familiares reféns.

O Imparcial

 

1 thought on “Presa quadrilha que planejava sequestrar familiares de bancários no Maranhão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: