Promotoria apura existência de funcionária fantasma na Casa Civil

A 32ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa instaurou, na última sexta-feira 1º, um inquérito civil para apurar a existência de funcionária fantasma na Casa Civil do Governo do Maranhão.

A pasta é comandada pelo deputado estadual licenciado Marcelo Tavares (PSB), desde o início da primeira gestão do governo de Flávio Dino (PCdoB).

De acordo com portaria publicada no salão de entrada do Ministério Público, a investigação já vinha sendo realizada desde o ano passado, com base numa notícia de fato – como é definida uma das etapas iniciais de investigação do Parquet que, a partir da análise preliminar, decide abrir ou não um novo procedimento e avançar nas apurações do acontecimento.

No caso da suposta funcionária fantasma da Casa Civil, avançou, sob os cuidados do promotor José Ribamar Sanches Prazeres.

A depender do que for apurado no inquérito, o MP-MA poderá ingressar com ação civil por ato de improbidade administrativa e/ou penal, ou, se for o caso, promover o arquivamento da investigação.

Outro lado

Marcelo Tavares disse inicialmente que desconhecia o caso. Horas depois desta publicação, em novo contato, informou que a suposta funcionária fantasma seria de gestão anterior, sem maiores detalhes.

“Funcionária nomeada e exonerada em gestões anteriores. Entrou em 2004 e saiu em 2007. Informações já repassadas ao MP”, declarou.

Atual 7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: