fbpx

Política

Próxima presidente da CCJ é deputada conservadora do PL

O Partido Liberal (PL) – sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro – definiu o nome que comandará a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) no próximo ano e sucederá o atual presidente do colegiado, Rui Falcão (PT-SP). Trata-se da deputada-federal conservadora Caroline de Toni (PL-SC).

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, a escolha ocorreu após a definição de que Alexandre Ramagem (PL-RJ) concorrerá à Prefeitura do Rio de Janeiro. Ramagem era o principal cotado para assumir o cargo.

As expectativas do partido ao assumir a CCJ é aprovar a maior quantidade de pautas conservadoras durante a gestão de Caroline de Toni. Uma das principais bandeiras da deputada é a proibição do aborto no país, aprovando o Estatuto do Nascituro. Temas como a limitação das decisões monocráticas do Supremo Tribunal Federal (STF) também estão na mira do PL.

Comissão mais relevante da Casa Legislativa, a CCJ costuma ficar com o partido que possui a maior bancada da Câmara. Dessa forma, o PL já poderia ter comandado a comissão em 2023, mas decidiu renunciar ao direito para ficar com o Orçamento de 2024.

Advertisements

Deixe uma resposta