Rei da Suécia diz que país falhou na estratégia de combate à Covid-19

O rei Carl XVI Gustaf da Suécia disse que seu país falhou na forma com que lidou com a Covid-19. Em um pronunciamento televisionado nesta quinta-feira (17), ele fez uma forte crítica à política adotada pelo governo durante a pandemia, que resultou em um alto número de mortes entre os idosos.

“Acho que falhamos”, disse o rei. “Temos um grande número de mortos e isso é terrível.”

 

Apenas nas últimas 24 horas, o país da Escandinávia bateu o recorde de 8.881 novos casos confirmados de coronavírus e registrou 91 mortes por complicações da Covid-19. Ao todo, o país teve mais de 350 mil casos e mais de 7,8 mil mortos.

“O povo da Suécia tem sofrido muito, com condições difíceis”, disse o monarca. “Pensemos em todas as famílias que não conseguiram se despedir dos seus mortos. Acho que essa é uma experiência difícil e traumática, a de não ser capaz de dizer adeus.”

Imagem de um asilo para idosos na cidade de Estocolmo, na Suécia — Foto: Anna Ringstrom/Reuters

Imagem de um asilo para idosos na cidade de Estocolmo, na Suécia — Foto: Anna Ringstrom/Reuters

Política de não restrição

 

A Suécia adotou uma estratégia atípica para lidar com o coronavírus: o governo impôs menos restrições à população. A taxa de mortalidade é até 10 vezes maior que a dos outros países da região.

Serviços médicos estão sob pressão, e a demanda por reforços de profissionais de saúde qualificados em Estocolmo é alta.

Primeiro-ministro discorda

 

O primeiro-ministro Stefan Löfven se negou, até o momento, a chamar a estratégia de fracasso.

O governo chegou a apresentar um projeto de lei que permitirá fechar as lojas e os restaurantes. Mas a entrada em vigor está prevista para março.

A Suécia também espera um controle pela vacinação, que deve iniciar ainda em dezembro, com o objetivo de imunizar toda a população até meados de 2021.

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com.

Siga, também o Imaranhao no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook,

inscreva-se no nosso canal no Youtube

 

 

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: