Revista aponta suposta prova de crime de corrupção contra Josimar de Maranhãozinho

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) protagoniza a capa da Revista Crusoé desta sexta-feira, numa foto em que ele aparece com uma quantidade elevada de dinheiro em mãos e que segundo a publicação, se trata de uma suposta prova de corrupção em desfavor do deputado, envolvendo emendas parlamentares.

“Não há, até hoje, nenhuma prova mais eloquente da corrupção envolvendo a farra de emendas por meio da qual o governo de Jair Bolsonaro tem comprado apoio político no Congresso”, destaca trecho da reportagem.

Na reportagem Josimar tem a imagem alinhada a de Bolsonaro, que nesta semana confirmou filiação ao PL, partido que é comandado no estado pelo deputado.

Josimar é pré-candidato ao Governo do Maranhão pela sigla.

A revista afirma que Josimar – agora classificado de deputado bolsonarista -, é suspeito de pagar para que colegas parlamentares se juntem a ele na destinação de emendas a municípios controlados por seus aliados políticos.

No esquema, segundo a publicação, logo após os aliados receberem as verbas, contratam empresas específicas e devolvem o dinheiro, lavado e em espécie. “Corrupção escrachada”, destaca o texto.

A revista também informa que as investigações da Polícia Federal começaram no primeiro semestre do ano passado e, desde então, correm sob absoluto sigilo. A imagem de Josimar com o dinheiro vazou da PF, segundo a reportagem.

Outro lado

Entramos em contato com o deputado federal e pré-candidato ao Governo, Josimar de Maranhãozinho, para tratar do tema, e aguarda resposta.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: