fbpx

Eleições 2022 Maranhão Política

Roberto Rocha eleito melhor senador do Maranhão, uma vida em busca de um estado melhor, candidato a reeleição, cada dia recebe apoio

Roberto Rocha foi eleito o melhor senador do Maranhão em 2021, segundo o Ranking dos Políticos, uma iniciativa da sociedade civil que avalia senadores e deputados federais em exercício, classificando-os do melhor para o pior, de acordo com os critérios: combate aos privilégios, desperdício e corrupção no poder público. O prêmio foi uma iniciativa de pessoas comuns, sem ligação com nenhum partido político ou grupo de interesse.

No Senado Federal, o senador Roberto Rocha tem se destacado nacionalmente por defender ardorosamente projetos de suma importância para o Brasil, como a Reforma Tributária e o Auxílio Brasil, dos quais ele é o relator.

Além de ser o único senador do Maranhão que é aliado e próximo do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Rocha mantém boa articulação com todos os ministros de Estado, o que tem lhe garantido recursos para projetos de desenvolvimento do Maranhão.

Mente visionária

O parlamentar maranhense foi o primeiro defensor e apoiador do acordo entre Brasil e Estados Unidos para o uso comercial da Base Alcântara. O Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) prevê o lançamento de foguetes, espaçonaves e satélites que usam tecnologia norte-americana a partir da base. Há uma expectativa de movimentação de recursos da ordem US$ 3,5 bilhões por ano no Brasil, o que vai possibilitar, ao Maranhão.

Lideranças do Vale do Pindaré declaram apoio à reeleição de Roberto Rocha

O senador Roberto Rocha (PTB), candidato para reeleição ao senado, esteve no município de Santa Inês, no último sábado, 27, em um encontro com lideranças políticas de diversos municípios da região do Vale do Pindaré, entre eles, vereadores e outras lideranças de Santa Inês, Pindaré-mirim, Monção, Igarapé do Meio e Tufilândia.

Na ocasião, vários participantes manifestaram-se em apoio a Roberto Rocha.

O vereador Francisco das Chagas Vieira (Vereador Danilo), mencionou o senador maranhense como referência para obtenção de mais políticas públicas:

“Necessitamos de políticas públicas, de representantes que olhem, não só para nossas cidades, mas, para todo o estado do Maranhão. Vamos seguir em frente, juntos, com Roberto Rocha”, disse o vereador.

O Presidente da Câmara de Vereadores de Santa Inês, Josino Catarino, relembrou obras do senador maranhense ainda como deputado estadual:

“Quero levar ao conhecimento dos colegas vereadores e lideranças presentes, que Roberto Rocha quando foi deputado estadual , trouxe pra Santa Inês aquele parque da Raposa (povoado) que ali está. Também trouxe um odontomóvel para a nossa cidade.

Não podemos esquecer que ele trouxe um matadouro público. E para a juventude destinou a construção de um ginásio de esportes, naquela época. Então, nós de Santa Inês, temos que lhe agradecer”, declarou Catarino.

Ponte sobre o Rio Pindaré

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), concedeu, neste mês de agosto, a licença ambiental para que a Codevasf-Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, inicie o processo de licitação para a construção da ponte mista em aço e concreto, que será erguida sobre o rio Pindaré, e vai interligar o município de Pindaré Mirim à Monção.

Projeto do senador Roberto Rocha para a reguão, a obra terá 196 metros de comprimento e 12,20 de largura. Terá estrutura composta por um sistema de vigamentos metálicos em aço de alta resistência à corrosão atmosférica e mecânica. Os passeios com acessibilidade deverão se estender até às rampas de acesso a ponte, garantindo acessibilidade a todos os pedestres.

O senador Roberto Rocha destacou a importância da ponte, que vai proporcionar melhor fluxo de deslocamento para pessoas e veículos na Travessia do rio Pindaré e que, atualmente, ocorre por meio de canoas, lanchas pequenas e pontões.

” Essa não é apenas uma ponte, é a ligação do Vale do Pindaré à Baixada Maranhense. Eu sempre entendi que não podia ter uma cidade para ser fim de linha. Nem Pindaré, nem Monção, nem Penalva. Conheço bem todas as três. Conheço bem toda a região do Vale do Pindaré e sempre tive o sonho de fazer a ligação do Vale do Pindaré com a Baixada Maranhense”, afirmou Roberto Rocha.

Propostas

Em sabatina no Imirante, Roberto falou de suas propostas.

Ele defendeu maior transparência e investigação sobre supostos caos de corrupção no âmbito da emenda de relator, conhecida como orçamento secreto e revelou ter pedido ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), a interpelação do ex-governador e adversário, Flávio Dino (PSB).

Saúde

“O orçamento secreto ele tem a expressão inicialmente equivocada. Se começa a chama orçamento secreto, mas se generaliza. Então acho que uma pergunta também, seria: senador, o senhor teve recursos do orçamento secreto, já que ele é chamado de secreto? Eu respondo: tive. Em 2020 eu não tive nenhum centavo, em 2021 eu não tive nenhum centavo e em 2022 eu tive”, disse.

E continuou: “Inclusive um blogueiro a nível nacional, pago pelo Governo do Maranhão, me acusou de ter colocado R$ 21,5 milhões na Codevasf. Mas vem cá, se é secreto como é que ele sabe o valor? Mas eu fui em seguida e disse, está aqui. Eu coloquei dinheiro para fazer a ponte de Pedreiras-Trizidela que nós vamos começar agora, que estava dependendo de licença na Secretaria de Meio Ambiente e que o meu concorrente não deixou sair a licença; a ponte de Pindaré para Trizidela; uma rodoviária belíssima em Barra do Corda; dinheiro para o projeto travessia – que tem a função de substituir pontes de madeira, as chamadas Pinguelas, no interior -, para substituir por pontes definitivas de de aço e concreto. Já fizemos dezenas por aí. Ontem mesmo vim de Caxias e lá tem uma ponte dessa”.

O candidato do PTB afirmou que ele é o autor de um pedido de CPI para apurar possíveis irregularidades no orçamento secreto, o que desconstrói qualquer discurso de adversários de que ele pode ter sido beneficiado com o modelo de emenda.

Roberto também criticou Flávio Dino. Ele disse que o seu adversário foge de debates sobre o tema e revelou que o denunciou à presidência do Senado.

“Agora, eu assisti hoje de manhã a entrevista do ex-governador Flávio Dino aqui na Mirante. Foi perguntado para ele sobre o orçamento secreto. Ele sempre faz aqueles clichês, aquelas palavras e frases bonitas, e tal. A pergunta é: se ele condena e não apenas critica, tanto que diz que vai trabalhar se eleito para acabar com o orçamento secreto, ele recebeu quanto? Ele, Flávio Dino, no Governo do Maranhão? Porque parlamentar não executa orçamento, parlamentar indica a verba: ou para o estado ou para município. E desse orçamento chamado por ele de secreto, quanto que ele recebeu? Se recebeu, ele está desafiado a dizer quanto que recebeu e o que fez com o dinheiro, e de quem. Por isso que ele não quer debater, porque ele sabe que a mim não pode acusar”. disse.

“Ele disse que o Senado não é lugar de ladrão do orçamento secreto. Ei, ele tem um senador concorrente. Eu não me senti atingindo. Eu senti que todos os senadores foram atingidos e eu pedi ao presidente do Senado para interpelá-lo. Ele tem que dizer quem é o ladrão do orçamento secreto no Senado”, enfatizou.

Segurança

Roberto Rocha também defendeu maior investimentos na Segurança Pública, e disse que já propôs ao Ministério da Justiça a estruturação das polícias e do Judiciário nos municípios.

“Pela Constituição Federal, atualmente os municípios só podem fazer Guarda Municipal. Eles não podem fazer policiamento ostensivo. E ele só pode ser feito para proteger o patrimônio público, e não a integridade física das pessoas. Então você precisa dar melhor condição constitucional, legal, para as polícias nos municípios”, disse.

Justiça

“Casos de delitos de pequeno potencial e de menores infratores seriam tratados dentro de um sistema prisional municipal. Municípios acima de 100 mil habitantes, o recorte tem que ser feito tecnicamente, ele passaria a ter uma unidade prisional. Eu não quero chamar de cadeia, de presídio, é mais uma escola. Aquele garoto que roubou um celular; ele vai cumprir pena naquele presídio, perto da sua família, na região que ele mora e ele poderá ter, pela primeira vez, as penas alternativas funcionando. De dia, fora e de  noite ele teria de dormir na penitenciária. E essa penitenciária tem de estar junto com a prefeitura para ter o programas sociais que já existem nos municípios. E os estados ficariam com os crimes de maior potencial. Aí é o Pedrinhas da vida e tal. E os crimes de altíssima periculosidade seriam nos presídios federais, como é hoje”, finalizou.

Ataques

O senador Roberto Rocha (PDT-MA) disse que a “politicalha atingiu níveis insuperáveis” no Maranhão. Em pronunciamento nesta quarta-feira (10), ele acusou o ex-governador Flávio Dino, e alguns magistrados, de fazerem ameaças “com os rigores da lei” aos prefeitos que já haviam fechado com a oposição para fazer frente ao grupo político do ex-governador e que agora “mudaram de lado” sem qualquer justificativa plausível.

— Mas qual é o santo que operou esse milagre? Ora, nada mais, nada menos que o santo ou o diabo do medo. Ocorre que, para ganhar proteção jurídica, os prefeitos estão sendo acusados por uma verdadeira força-tarefa composta pelo ex-governador Flávio Dino, o atual procurador-geral de Justiça do Maranhão, Eduardo Nicolau, um membro do Tribunal de Contas do Estado, nomeado por Flávio Dino, Marcelo Tavares, e o procurador Federal, irmão do ex-governador, Nicolao Dino. Essa verdadeira camarilha dos quatro opera em sintonia fina, abordando os Prefeitos e ameaçando-os com os rigores da lei, caso não se rendam à chantagem do grupo — afirmou.

Roberto Rocha anunciou que, devido à gravidade dos fatos que precisam ser apurados, a bancada federal do Maranhão, por maioria, divulgou “nota pública de repúdio”, manifestando preocupação com a “parcialidade da apuração” sobre as denúncias.

Fonte: Agência Senado

Advertisements

Deixe uma resposta