Sampaio aposta em recuperação de Edgar para justificar nova chance em 2019

Após uma temporada sem jogar profissionalmente, o atacante Edgar ganhará uma nova chance para retomar a carreira defendendo o Sampaio em 2019. Aos 32 anos, tratado como ídolo por parte da torcida e com um histórico extenso de problemas extra-campo, o jogador chega com os votos de confiança do técnico Flávio Araújo e do presidente Sérgio Frota para conseguir recuperar seu futebol.

Na sua apresentação no Sampaio, Flávio Araújo ressaltou a importância de buscar jogadores disciplinados dentro e fora de campo. Quando trabalhou com o atacante em temporadas anteriores, o treinador chegou a afastar Edgar durante a Série B de 2014, porém, crê na mudança do jogador para receber a nova oportunidade no time boliviano.

– O Edgar de 2019 não será o atleta dos anos anteriores. É um jogador que está consciente de tudo aquilo aque já passou e ele se comprometeu em ser um Edgar que vai dar alegria ao torcedor. Para isso o comportamento dele será diferente das ocasiões anteriores – disse o técnico Flávio Araújo.

Edgar voltará a jogar no Sampaio em 2019 — Foto: Sampaio / Divulgação

Edgar voltará a jogar no Sampaio em 2019 — Foto: Sampaio / Divulgação

O retorno de Edgar ao Sampaio já foi tentado durante a temporada de 2018, sob o pedido do técnico Marcinho Guerreiro. O jogador estava em Bacuri, no interior maranhense e optou por permanecer na cidade. Com a volta concretizada, Sérgio Frota crê em uma conscientização de Edgar para justificar a aposta.

– Além do profissional aqui tem o cidadão e darei essa oportunidade para o Edgar. É outro momento da vida dele. Ele tem uma direção nova e agradeço ao Flávio pela oportunidade que está dada. É uma pessoa que tenho certeza que o Sampaio vai dar a mão e ele vai arrebentar – disse Sérgio Frota.

O histórico de confusões extra-campo de Edgar no Sampaio começou ainda nos bastidores, em 2012. Após um empréstimo ao MAC, o atacante acusou a equipe atleticana de falsificar a sua assinatura no contrato, o que levou a uma extensa batalha judicial, permitindo ao jogador atuar por cinco temporadas em qualquer clube com base em uma liminar. Pelo Sampaio, Edgar acumulou polêmicas com ausênciasde treinos, uma briga em um treino em 2012 e chegou a ser acusado de invadir a casa de uma jornalista.

Em 2015, o clube colocou o atacante sob acompanhamento psicológico para tentar corrigir a postura extra-campo do atleta. Dentro de campo, Edgar ganhou destaque durante o Maranhense de 2012, mas não disputou a Série D daquele ano, voltando a ganhar destaque pelo clube na Série C de 2013. Pelo Tricolor, o atacante conquistou três títulos estaduais, foi vice-campeão da Série C e conta com 60 gols pelo Tubarão. Do Ge/Ma

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: